Temporal cai sobre Irecê e Prefeitura organiza ações de socorro às vítimas

DA REDAÇÃO I Cultura&Realidade

Mais de 30% da média de precipitações pluviométricas anual, caem sobre a cidade de Irecê no início da noite desta segunda-feira. “Desde às 18h20 que as chuvas tiveram início, com uma intensidade jamais vista na cidade”, afirma o engenheiro elétrico Elson Morais. As chuvas foram gerais e afetaram outras cidades, como Lapão, a 9km de Irecê, onde o prefeito Ricardo Rodrigues determinou ações de emergência. O lapoense lembra em aúdio distribuído para a população, que as chuvas são sempre bem vindas, mas que o volume desta segunda-feira poderia deixar um rastro de destruição que exigirá muita solidariedade de todos.

Prefeitura de Lapão definiu espaço para acolher famílias desabrigadas – Imagem oficial da Prefeitura.

Em menos de 2h foram 120mm e no momento do fechamento desta matéria, às 21h43, os medidores da Codevasf, conforme informações do Secretário de Agricultura do município, Cesar Damásio, já registravam 150mm de chuvas.

Centenas de casas não resistiram às infiltrações e foram inteiramente tomadas pelas águas. Estabelecimentos tradicionais, como o Supermercado Barbosa, no centro da cidade, também foram tomados pelas águas. A drenagem natural da cidade não deu conta do volume de água, que neste momento dificulta a mobilidade urbana em toda a cidade. O tráfego está totalmente comprometido. Muitos veículos, inclusive, levados pelas correntezas.

Dezenas de famílias estão desabrigadas, sendo socorridas pelos vizinhos e agentes da Prefeitura, que estão conduzindo as famílias para as escolas e outros espaços públicos e sociais.

Servidores do município e agentes do governo, desde às 22h, já nas escolas para acolhimento da população em Irecê.

PREFEITO ELMO VAZ DETERMINOU AÇÕES DE EMERGÊNCIA

Imediatamente aos primeiros casos de inundação em residências, o prefeito Elmo Vaz convocou todos os secretários e outros agentes de governo para ações imediatas de socorro à população.

Todas as escolas, sob coordenação do secretário Agnaldo já estão recebendo as pessoas desabrigadas. Doações de colchões, cobertores, água mineral e alimentos reforçam os que já estão sendo disponibilizados pela prefeitura.

A secretaria de Assistência Social já realiza atendimentos às pessoas e os seus servidores já estão em ação, de prontidão. A secretaria de Infraestrutura e a Defesa Civil já se encontram com retroescavadeiras desobstruindo locais de maior gravidade e urgência.

Todos os ônibus escolares já estão em circulação para servir de abrigo emergencial e transporte. Os motoristas da Prefeitura já se encontram circulando, atendendo os chamados de emergência.

Os profissionais de saúde disponíveis já estão visitando as escolas para averiguar as condições de saúde da população.

ANGÚSTIA E ALÍVIO

Uma mulher publicou um áudio emocionante no meio da tempestade, informando que uma criança especial havia sido levado pela enxurrada. Imediatamente vizinhos se mobilizaram para resgatar o garoto e alguns minutos após retornaram com a criança, para alívio da população que testemunhou o fato e especialmente da família.

Um áudio chegou à redação do Cultura&Realidade informando que a “Baixa de Pai Vei” não resistiu o volume de águas e se rompeu, levando consigo quatro veículos que passavam no local. A informação ainda não foi oficialmente confirmada e não há como a reportagem ir até ao local. Não se tem notícias das vítimas até o momento. Por segurança, o prefeito Elmo Vaz comunicou em áudio, aos colegas da região, que evitassem deslocamento a Irecê esta noite.

O mesmo local se rompeu aproximadamente 40 anos atrás, resultado de uma intensa chuva à época, quando também veículos foram engolidos pela cratera, matando duas pessoas.

As chuvas, neste momento, estão mais brandas e devem seguir madrugada a dentro.

Deixe uma resposta