Abelhas atacam idoso de 77 anos, que veio a óbito no centro comercial de Irecê

Antônio Jatobá, será sepultado nesta terça, em um povoado de Mirangaba

DA REDAÇÃO | Cultura&Realidade


O aposentado Antonio de Souza Jatobá, 77 anos, ex-taxista e fotógrafo, foi vítima de um ataque de enxame de abelhas por volta das 16h15 desta segunda-feira, 4, no centro da cidade de Irecê. O SAMU foi chamado e tentou reanimar, mas a intensidade do repentino e agressivo ataque do enxame foi fatal. O corpo de Antonio foi transladado para uma comunidade do interior de Mirangaba, na região de Jacobina, a 205Km de Irecê, onde será sepultado na tarde desta terça-feira, 5. “Estamos atendendo um desejo dele”, disse uma parente.

O acidente que ceifou a vida de Antonio, pessoa muito querida por todos que o conheciam, principalmente os taxistas que atuam no Terminal Rodoviário, em Irecê, ocorreu nas proximidades da antiga Cesta do Povo. Várias outras pessoas foram agredidas pelas abelhas e uma mulher foi internada em uma clínica da cidade. Sua identidade não foi revelada. Seu quadro é considerado estável e fora do risco de morte.

Funcionários e transeuntes no Mercado do Coração tentaram prestar socorro a vítima


Segundo o secretário de Meio Ambiente, João Gonçalves, “a cidade de Irecê, por meio da Prefeitura, implantou o serviço de manejo de abelhas nas áreas urbanas em maio de 2019. Até a presente data já foram capturados 547 enxames em residências, estabelecimentos comerciais e equipamentos públicos (praças, quadras, monumentos).


“Os serviços implantados tem como finalidade prevenir acidentes contra as pessoas e animais domésticos. Ao receber a informação da existência de um enxame em local de risco, através do DISK CHAMADA/WATHSAPP 74- 99933-3069, as pessoas são orientadas, a depender do contexto, sobre as condutas de prevenção a acidentes que possam provocar vítimas, como evitar barulho e desocupar o local, principalmente as pessoas alérgicas, idosos e crianças, bem como os animais domésticos, isolamento da área, evitar que pessoas não treinadas tentem manejar o enxame, até a chegada do técnico habilitado para promover o manejo adequado, conforme o caso.


Chamado

Com relação ao acidente desta segunda-feira, “em menos de 20 minutos do chamado, a área foi isolada e os procedimentos de manejo do enxame iniciados. Toda a área de circulação de pessoas e veículos foram interditadas pela Defesa Civil e Superintendência de Trânsito Municipal, para evitar novas vítimas”, informou o secretário


Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Ouvidoria do Município, não havia solicitação de remoção do enxame causador do trágico acidente.

Deixe uma resposta