file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

XIQUE-XIQUE: Promotora estadual, prefeitos e ambientalistas se reúnem hoje para debaterem a Ilha de Itaparica

Cultura&Realidade - 31 de Agosto de 2017 (atualizado 31/Ago/2017 11h33)

file-2017-08-31113010.578753-barco1e4d9209c-8e58-11e7-97a4-f23c917a2cda.jpg

Seca na Ilha de Itaparica matou milhares de peixes e ameaça outros animais. Foto: Cedida pela Ascom/MP-BA

Autoridades, acadêmicos e militantes ambientalistas ribeirinhos se reúnem logo mais às 14h, no auditório do Campus da UNEB de Xique-Xique, para debaterem o drama pelo qual passam as espécies do ecossistema que habitam a Ilha de Itaparica, que também é uma Área de Proteção Ambiental localizada nos territórios municipais de Xique-Xique e Gentio do Ouro.

 

O evento foi agendado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), atendendo os anseios de diversas manifestações populares. A coordenadora estadual do MP-BA, Promotora Luciana Khoury espera discutir intervenções de emergência, de médio e longo prazos, para o quadro dramático de seca da Lagoa de Itaparica, uma das maiores da Bacia do Rio São Francisco, que provocou a morte de milhares de peixes nesta semana e vem dizimando criatórios de gado, caprinos e ovinos, causando grande sofrimento humano.

Dra. Luciana Khoury, promotora estadual de Meio Ambiente  - Foto: Ilustração Ascom/MP-BA

 

Estão previstas as presenças dos prefeitos de Xique-Xique, Reinaldinho Braga e Gentio do Ouro, Robério Cunha e representantes do Ibama, Inema, Adab, Codevasf e da comunidade local, além de representantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF).

APA - Localizada às margens do “Velho Chico”, a Lagoa de Itaparica é a maior lagoa marginal da bacia do rio, com 24 quilômetros de extensão, abrangendo os municípios de Xique-Xique e Gentio do Ouro, na região do semiárido baiano. Ela fica localizada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) da Lagoa de Itaparica, sendo um dos principais reservatórios hídricos naturais e o principal berçário da ictiofauna do São Francisco. Em razão da produtividade pesqueira, a Lagoa de Itaparica era conhecida como “mãe da pobreza”.

Na reunião serão discutidas ações concretas para a recuperação da lagoa.