file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Violência Contra a Mulher: Campanha 16 Dias de Ativismo é lançada na Assembleia

27 de Novembro de 2015

16dias.jpg [caption id="attachment_3159" align="aligncenter" width="500"]Foto: Ascom / Deputada Neusa Cadore Foto: Ascom / Deputada Neusa Cadore[/caption] A Subcomissão de Autonomia Econômica das Mulheres, coordenada pela deputada Neusa Cadore, participou do ato coletivo de lançamento da Campanha 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher, em parceria com a Comissão dos Direitos da Mulher e a Bancada Feminina. A atividade ocorreu na manhã da última quarta (25) e reuniu lideranças feministas e representações de diversos segmentos sociais no Plenarinho da Assembleia Legislativa. A deputada Neusa Cadore abordou os números recentes do Mapa da Violência e destacou que em 2013, 13 mulheres foram mortas por dia no país, em média, um total de 4.762 homicídios. Deste total, mais de 55% dos crimes aconteceram no ambiente doméstico e foram praticados, majoritariamente, pelos seus companheiros. "O que nos alegra é saber que não estamos sozinhas no enfrentamento da violência. Esta campanha mostra que estamos numa grande corrente que envolve mais de 120 países, mas precisamos lembrar que estamos em luta 365 dias do ano", ressaltou Neusa. "Espero que a gente caminhe para um tempo em que a violência seja banida do nosso meio. Para isso precisamos alterar muitos fatores na cultura, nas políticas públicas e precisamos da solidariedade dos homens, mas também que as mulheres sejam as protagonistas deste novo tempo", reforçou. O Deputado Bira Côroa, presidente da Comissão da Promoção da Igualdade Racial, participou das discussões e afirmou que as mulheres precisam estar presentes na Comissão, nos espaços de debate para potencializar o processo de transformação social. O parlamentar também destacou que as mulheres são as maiores vítimas do racismo institucional, da cultura patriarcal e da discriminação no mundo do trabalho. Lindinalva de Paula, representante da Rede de Mulheres Negras, fez um balanço da Marcha de Mulheres Negras que reuniu mais de 30 mil mulheres em Brasília, sendo que deste total mais de 20 ônibus foram da Bahia.  Ela fez um apelo para que as/os parlamentares possam olhar com mais atenção os projetos que incidem sobre as questões da mulher, sem esquecer do recorte de raça. "Essa Casa tem quer ter ações que ser decisivas para mexer com a pirâmide social, mexer com as mulheres negras, principalmente, das comunidades e povos tradicionais", salientou. Também compuseram a mesa de debates a presidente da Comissão dos Direitos da Mulher, deputada Fabíola Mansur; deputada Luiza Maia, coordenadora da Bancada Feminina; Eulália Azevedo, da Secretaria de Estadual de Políticas para as Mulheres; Camila Batista, diretora de Políticas Territoriais da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural; Nair Goulart, representante da Força Sindical; Lena Souza, da Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. A atividade foi organizada em parceria com as mulheres do PT, do PSB e PSD. Campanha - Os 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher é uma campanha mundial que tem como objetivo debater estratégias de enfrentamento da violência de gênero. No Brasil, começa no dia 25, data que homenageia à memória das irmãs Minerva e Maria Teresa Mirabal, da República Dominicana, e termina no dia 10 de dezembro, quando se celebra o dia dos Direitos Humanos.