SUSTENTABILIDADE

Telhados verdes podem ser a chave para o fim das enchentes

Cultura&Realidade - 17 de Fevereiro de 2020

file-2020-02-17113358.924479-Sem_titulo-188bae8b8-5192-11ea-a930-f23c917a2cda.jpg

A cidade também agradece com o aumento da biodiversidade e redução da poluição. - Foto: Ilustração

 

As enchentes que atingiram as grandes capitais e cidades do interior levantaram debates sobre a dificuldade do Poder Público em lidar com o problema.

É preciso reduzir o nível de impermeabilização das cidades, o que impacta diretamente a drenagem urbana. Em outras palavras, é necessário expandir as áreas verdes em todos os tipos de construções.

“A falta de áreas verdes reduz a capacidade de o solo absorver a água da chuva. Por isso, as construções precisam reservar áreas sem concreto deixando parte do lote permeável. Além disso, é fundamental armazenar água da chuva”, explica o engenheiro agrônomo João Manuel Feijó, diretor da Ecotelhado, empresa especialista em infraestrutura verde e design biofílico.

A revolução da drenagem urbana não é algo recente.

“Em 1992, a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro, aprovou um documento com compromissos denominando a Agenda 21. Em teoria, as prefeituras deveriam estar comprometidas com ações para ampliar áreas verdes e captar água para reduzir as enchentes há muito tempo.”

De acordo com o engenheiro, “para conciliar natureza com a falta de espaço nas cidades, uma alternativa é ampliar a instalação de jardins e telhados verdes com cisternas para amortecer e captar água da chuva”.


“No sistema convencional, a água escoa sobre telhas e vai direto para as ruas. Já com a cobertura verde, ela é recolhida e utilizada para a irrigação do próprio telhado e outros fins não potáveis, como jardinagem. O poder público pode ampliar os incentivos, como reduzir o IPTU, a quem investir em sistemas verdes como esse”, acrescenta.

Os telhados verdes e sua cobertura em casas e prédios são excelentes para estabilizar a temperatura ambiente, isolar acusticamente as residências e comércios, e oferecer maior conforto e umidade.

Indiretamente, há economia de energia, redução das ilhas de calor nos centros urbanos e reaproveitamento de água.

 

O telhado verde munido de bacia de amortecimento retém a água através de uma estrutura colocada abaixo da vegetação, formando uma bacia superior colocada sobre a laje.


O excesso de chuva infiltra para a bacia de amortecimento e, lentamente, a água passa pelo tubo inferior de menor diâmetro. Além disso, quando a intensidade da chuva aumenta, a água passa a escoar também pelo tubo superior.


Fonte: CicloVivo/Razões Para Acreditar