file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Educação

Secretário de educação fala sobre democratização das matrículas, inclusive nas creches

Cultura&Realidade - 10 de Janeiro de 2018

file-2018-01-10171235.627025-agnaldo992db28c-f642-11e7-97a4-f23c917a2cda.jpg

Secretário Agnaldo Freitas: "Não gosto de fila, mas ainda é o meio mais democrático". - Foto/Divulgação

“No que tange a informatização, a rede municipal de Educação

de Irecê está anos luz de atraso, aqui ainda é tudo manual” (Agnaldo Freitas)

 

Todo começo de ano é tempo de se preocupar com a educação dos filhos e fazer matrícula para garantir acesso às escolas,  seja na rede municipal, estadual ou particular. O acesso à rede municipal de educação em Irecê, ganhou destaque nesse começo de ano. Algumas fotos e discussões tomaram as redes sociais, pois alguns pais resolveram acampar em frente às escolas para garantir o acesso dos seus filhos ao sistema municipal de ensino.

Procurado pelo jornal Cultura&Realidade, o Secretário de Educação Agnaldo Freitas concedeu entrevista tratando sobre vários aspectos, inclusive sobre as filas. Acompanhe.

Reportagem: Sócrates Jr.

C&R - Secretário, qual a oferta de matrículas e a demanda possível de alunos pra rede municipal de educação em 2018?

Agnaldo Alves - A gente está com 38 escolas fazendo matrícula, graças a Deus, muito tranquilo. Por enquanto, o nosso maior gargalo são as creches, por que temos uma quantidade de alunos que as creches não absorvem.  A demanda é maior do que a oferta, e pela lei, a nossa obrigação é com alunos a partir de 4 anos, então de 0 a 3 anos, o munícipio ainda não está obrigado a absorver, tendo até 2025 para cumprir essa determinação e suprir essa demanda. Ano passado nós abrimos uma nova creche no Paraíso, instalamos energia e os equipamentos necessários e acolhemos vários alunos. No final do ano passado, retomamos as obras da creche do bairro Silva Pereira, obra que estava paralisada desde 2013 e mesmo após a inauguração desta, ainda não teremos todas as demandas de creche suplantadas.

C&R - E em relação as matrículas... ?

Agnaldo Alves - As Matrículas de 2018 estão acontecendo de forma tranquila, a procura está sendo muito boa. Pra gente da secretaria e para o  governo é motivo de alegria, saber que as pessoas estão validando o trabalho da Educação de Irecê, e optando pelos nossos serviços.

C&R - Pelas redes sociais, algumas pessoas tem postado fotos de pais e mães que estão em filas nas portas das escolas, o que o Secretário tem a falar sobre isso?

Agnaldo Alves - É assim, tem fila... não é o que a gente quer.  Infelizmente, por enquanto, ainda é o mecanismo que a gente tem pra matrícula, assim como se vai ao banco, ao fórum, se vai ao SAC, nos consultórios médicos, inclusive particulares... todo canto tem fila né?!  É um mecanismo, que ainda acho ser o mais democrático, embora a gente não goste. Eu não conheço ninguém que fale “eu gosto de fila!”.

No que tange a informatização, a rede municipal de Educação de Irecê está anos luz de atraso, aqui ainda é tudo manual, mas já está na prefeitura, uma licitação para informatizar as escolas, em conexão com a secretaria. E Com certeza para o próximo ano, a matrícula já vai ser diferente.

C&R - Teria alguma forma de acabar com as filas nas portas das escolas, de fazer uma ficha, ou entregar uma senha, onde o pais e mães não precisassem acampar na porta das instituições, como por exemplo da Escola Parque?

Agnaldo Alves - A portaria de matrícula legitima isso, então a portaria de matrícula diz: as matrículas da rede municipal de ensino, inicia-se dia 8 de janeiro. Então eu não posso antecipar isso e começar a entregar fichas. Porque levantariam dúvidas, tipo, qual foi o critério da entrega da ficha? E aí, depois, vai começar os questionamentos.

Quando nós assumimos a Secretaria, o ano passado, a gente chegou em determinadas creches que tinha uma lista, já escolhidos os meninos. então afirmei:  “Esse ano nós vamos respeitar, até porque os pais estão contando com isso”, mas ano que vem não tem lista. Quem chegar primeiro será contemplado, nós vamos exercer o direito democrático de quem chegar primeiro na escola.

As pessoas entendem, quando elas vêem as coisas de forma transparente, elas entendem que a coisa é séria, não tem escolha, assim como um médico abastado da cidade se chegar primeiro na fila, a vaga será dele.

C&R -  O que o senhor aconselha pra esses pais e mães que ficaram nas filas desde quinta feira passada?

Agnaldo Alves - O problema já foi resolveu. Criaram uma celeuma de cinco dias... quando chegou hoje de manhã, que as diretoras e secretárias chegaram na escola, foram entregue senhas, tantas pro grupo 2, tantas pro grupo 3, grupo 4 e grupo 5. Entregou, acabou a fila, porque os pais chegam com aquela senha ali e faz a sua matrícula. 

Só pra se ter noção, como os pais são organizados, eu vou reproduzir a fala do diretor do Odete.  Os pais chegaram na fila do colégio Odete, hoje 3, 4 horas da manhã. Levaram papel, fizeram uma lista na sequência, exemplo: João, Maria, Pedro, na sequência. Quando o diretor chegou 8 horas da manhã, eles apresentaram a lista, assinado por todo mundo. O diretor chamou os pais no pátio: “alguém se opõem a esta lista? – Não!”...  “Alguém que está aqui nessa lista não está presente? – Não!”, vou pra chamada, “é pra seguir essa lista? É.”.  Foi resolvido democraticamente. Então hoje nas maiores escolas, esta questão já está equacionada. É só o primeiro momento, quem recebeu sua senha, respira, vai pra casa e volta depois pra fazer sua matrícula.

C&R -  As matrículas vão até quando e quando começam as aulas?

Agnaldo Freitas - As matrículas vão até dia 31 deste mês e as aulas terão início dia 15 de fevereiro.