Comportamento

Sebastião, o homem que mantém uma escola para crianças carentes através da reciclagem

Cultura&Realidade - 10 de Agosto de 2019 (atualizado 10/Ago/2019 11h33)

file-2019-08-10113213.002472-1a4b2cbf6-bb7b-11e9-9625-f23c917a2cda.jpg

Sebastião Duque ajuda a transformar a vida de crianças da sua comunidade - Foto: Ilustração

Há 34 anos, Sebastião Duque ajuda a transformar a vida de crianças da sua comunidade, promovendo a chance de estudarem e construírem um bom futuro. Sebastião é catador de recicláveis, e responsável por montar uma escola para crianças carentes, em Olinda – Pernambuco.

A escola não é nova. Ela existe há 34 anos e já foi responsável pela alfabetização e formação de centenas de crianças. Tamires Santos é uma das professoras e trabalha lá há 4 anos. Ela diz que seus alunos são como se fossem seus filhos: “É quase como um filho. Quase família mesmo”.
 A instituição fica na II Etapa de Rio Doce, chama-se Escola Nova Esperança e atende a filhos de desempregados, catadores de lixo e pessoas de baixa renda do bairro.

Com idade de 2 a 5 anos, de manhã e a tarde, em uma estrutura improvisada, sendo que a maior parte do material utilizado vem de doações. Os responsáveis pelas crianças contribuem como uma quantia de 30 reais por mês, que é o dinheiro utilizado para pagar o salário das 4 professoras que dão aula na escola.

Seu Sebastião mantém o lugar com o dinheiro que recebe através de seu trabalho e graças à ajuda de pessoas que já passarem pela escola e que serão gratos a ele a vida toda. Antes de ser catador, Seu Sebastião já foi palhaço e vendedor de raspadinha de gelo, mas que ama as crianças e que tem um carinho imenso por elas: “Que Deus ilumine os caminhos delas, dos pais e das mães. Para poder progredir, a gente tem que lutar. Eu vou fazer o que está em minhas mãos”.

Da redação, com conteúdo do site Razões Para Acreditar