Educação

Região Nordeste assume a liderança em índices educacionais no país

Cultura&Realidade - 03 de Março de 2020

file-2020-03-03114241.467726-RGT3c62ec5a-5d5d-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

No ranking, o avanço nordestino se dá em saltos - Foto: Ilustração


O Nordeste avança a passos largos para quitar sua dívida social na educação. Segundo dados do Instituto Unibanco, entre os dez estados brasileiros que mais avançaram no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ensino médio entre 2005 e 2017, quatro são do Nordeste: Pernambuco, Piauí, Maranhão e Ceará. 

No ranking, o avanço nordestino se dá em saltos. O Ceará era o 11º em 2005 e subiu para quarto em 2017. Pernambuco saltou da 20ª posição para a terceira, e o Maranhão, da 25ª para a 14ª. Já o Piauí saiu da penúltima posição para a 16ª. Os seis estados com maior cobertura de pré-escola no Brasil são do Nordeste: Ceará, Piauí, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte e Bahia. Em Salvador, Larissa da Conceição, de 27 anos, diz ser fundamental ter o filho mais velho, Diego, de 4 anos, na escola.

Na Bahia, 96% das crianças entre 4 e 5 anos estão matriculadas. Na saúde, a região avançou mais que o Brasil, embora continue atrás nos principais indicadores. Na mortalidade infantil, são 15,8 mortes por mil nascidos vivos, média superior à brasileira, de 13,4, mas o avanço foi impressionante. 

Há 20 anos, a taxa era 35,9 contra 26,1 do Brasil. Pernambuco, que tinha taxa de 34 mortes por mil em 2000, apresentou 13,3 em 2017, dado mais recente, a mesma média de Minas, que tinha 25,7 em 2000. 


Com conteúdo de O Globo