CORONAVÍRUS

Região de Irecê registra o primeiro caso positivo para coronavírus, uma mulher de Canarana, que estava em SP

Cultura&Realidade - 25 de Março de 2020 (atualizado 25/Mar/2020 17h58)

file-2020-03-25164138.576795-WhatsApp_Image_2020-03-25_at_16.35.21a4d46348-6ed0-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Vista parcial da cidade de Canarana - Foto: Ilustração

Uma mulher que veio de São Paulo, em ônibus, é a primeira pessoa positivada para Covid 19 na região de Irecê. Mas, quais são as pessoas que vieram com ela? Para onde foram? Qual é a empresa que fez a viagem? Perguntas sem respostas até o momento.

Em vídeo, o prefeito de Canarana, Ezenivaldo Dourado (Zeni) noticiou nesta, quarta-feira, 25, o primeiro caso positivo em Canarana. Trata-se de uma mulher que veio de São Paulo e foi identificada pelas equipes de saúde como suspeita. Após os procedimentos protocolares e os testes feitos pelo Lacen – Laboratório de Análises de Saúde Pública do Estado da Bahia, em Salvador, foi confirmado para coronavírus/Covid 19.


Em nota, a secretária se resumiu a confirmar o caso como positivo, sem apresentar detalhes da rotina do paciente e reforçando a informação do Ministério da Saúde, de que todo o Brasil está em regime de contaminação comunitária e que a população deve se manter em isolamento social, em suas residências, cumprindo todas as regras de higiene pessoal, como medidas prioritárias para a prevenção.


A ausência de informações oficiais detalhadas, sem necessariamente expor os pacientes, expõe a comunidade a diversas possibilidades de informações distorcidas.


De acordo com populares, a paciente positivada com coronavírus em Canarana veio de São Paulo, e se encontra na comunidade de Mato Verde. Ela teria chegado de ônibus e logo identificada como suspeita, sendo assistida pela vigilância em saúde de Canarana.
Mas, e onde se encontra a relação dos demais passageiros do ônibus? Quais eram os motoristas do veículo? Para onde se destinaram os demais passageiros deste ônibus?

“São informações consideradas importantes para que as autoridades de saúde possam investigar o paradeiro das pessoas que tiveram contato com a paciente e assim anteciparem diagnósticos preventivos à disseminação em toda a região”, observa uma enfermeira residente em Irecê, que solicitou sigilo do seu nome.

Leia nota informativa da secretaria de saúde de Canarana, na íntegra, e o vídeo do prefeito Zeni.

 


Da Redação