Economia

Randolfe amplia prazo de carência para empréstimos de emergência a micro e pequenas empresas

Cultura&Realidade - 09 de Abril de 2020

file-2020-04-09122355.745306-ran20750736-7a76-11ea-8fae-f23c917a2cda.jpg

Senador Randolfe compreende que além de redução de taxas e subsídios, tem de aumentar a carência - Foto: Ilustração

De iniciativa do Senador Randolfe Rodrigues (REDE) a emenda que prorroga em seis meses o início dos pagamentos dos créditos obtidos, foi acolhida pelo Senado Federal, ao aprovar, nesta quinta-feira, 7, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PRONAMPE).

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), há no Brasil cerca de nove milhões de micro e pequenas empresas, que representam em torno de 27% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

O Projeto de Lei Nº 1.282/2020 objetiva socorrer estas empresas e criar uma linha de crédito mais barata para as microempresas e empresas de pequeno porte, facilitando assim que tenham melhor acesso ao crédito em meio à esta grave crise provocada pelo coronavírus.

A emenda apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues estabelece uma carência de 6 meses, contados a partir do fim da revogação do Decreto nº 6 de 2020 (que estabelece estado de calamidade pública), para o início de pagamento dos empréstimos por parte dos beneficiários dos recursos do PRONAMPE.

“O mundo não será mais o mesmo após essa pandemia. Nosso objetivo é garantir que os beneficiários do PRONAMPE tenham prazo suficiente para começar a pagar os valores a eles destinados”, explicou o senador. “Os recursos públicos serão aportados para minimizar os impactos financeiros, então é razoável que se garanta tempo suficiente para que o beneficiário consiga reerguer seu negócio”, completou Randolfe.

Fonte: Ascom/Senado