Saúde

Profissionais realizam atendimento psicológico gratuito neste sábado, 14, na Praça da Caixa Econômica, em Irecê

Cultura&Realidade - 12 de Setembro de 2019

file-2019-09-12091404.368219-hannahcfec6db4-d556-11e9-85a8-f23c917a2cda.jpg

Hannah Carla, psicóloga, mobilizou colegas para a importante ação social - Foto: João Gonçalves

Promover a cultura do autocuidado com a Saúde Mental, é o principal objetivo do projeto “Terapia na rua”, idealizado pela psicóloga Hannah Carla de Jesus Bezerra, 23, graduada pela Universidade Federal de Campina Grande (PB), que será realizado no período de 14 a 28 deste mês, na Praça do Banco do Brasil, em Irecê, sempre aos sábados.

Hannah ganhou o apoio de duas dezenas de colegas para o desenvolvimento do projeto. “Com os nossos colegas de profissão, vamos oferecer a oportunidade de acolhimento gratuito às pessoas. Vale ressaltar que o projeto não assegura tratamento ou acompanhamento, mas vamos garantir um atendimento humanizado, acolhedor, e a partir daí as pessoas poderão buscar os serviços públicos disponíveis na cidade, a exemplo do CAPS e  a CEM”, salienta a psicóloga, que destaca a cooperação prática da psicóloga Clariana Barreto, que está gerenciando toda a estrutura do evento.
Ela informou à redação do site Cultura&Realidade, na tarde desta quarta-feira, 11, que a ideia surgiu a partir da incidência crescente dos casos de pessoas com transtornos emocionais, ampliando inclusive os casos de suicídio. “Desejamos, através desta iniciativa, aproximar as pessoas dos serviços de psicologia. Sentimos que ainda há muito preconceito com a prática psicológica, o que estabelece uma barreira entre o público, os profissionais e as políticas públicas existentes. Acredito que podemos, em gestos como estes, contribuir com a sociedade, minimizando os fatores causadores dos problemas que afligem as pessoas, em seus aspectos sociais e  afetivos”, ressalta.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, os fatores determinantes para os crescimento dos transtornos mentais envolvem fatores não apenas atributos individuais, como a capacidade de administrar os pensamentos, as emoções, os comportamentos e as interações com os outros, mas também os fatores sociais, culturais, econômicos, políticos e ambientais, como as políticas nacionais, a proteção social, padrões de vida, as condições de trabalho e o apoio comunitário.
Estresse, genética, nutrição, infecções perinatais e exposição a perigos ambientais também são fatores que contribuem para os transtornos mentais.
A psicóloga Hannah diz que o caminho para reduzir os traumas psicológicos passam pelo reconhecimento das pessoas em fazer gestão das suas emoções e buscar, sempre que sentir necessidade, o apoio de um profissional, de modo a estabelecer uma vida individual e coletiva com mais qualidade.

APOIOS
Para  desenvolvimento do projeto “Terapia na rua”, Hannah disse estar contando com o apoio dos psicólogos de Irecê e região, dos alunos do curso de Psicologia da Faculdade de Irecê (2° e  6° semestre) – FAI, do site Cultura&Realidade, Caraíbas FM, Clínica Johanne Leone, Atitude Modas, Publiky Design, NG Nossa Gráfica e Jailson Silva.

Da Redação, por João Gonçalves