file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

Pró-Semiárido, Uneb, Fetraf e EFA firmam parceria em prol da juventude rural do Piemonte Norte do Itapicuru

Cultura&Realidade - 02 de Março de 2018

file-2018-03-02081226.267512-semira96c32168-1e0a-11e8-98f4-f23c917a2cda.jpg

Encontro de trabalho avaliou o projeto formativo - Foto: Divulgação

Mais 80 jovens foram incluídos no projeto de educomunicação Jovens Comunicadores, do Pró-Semiárido, projeto fruto da parceria entre o Governo da Bahia e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com execução da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR).

As formações em ferramentas de comunicação e expressão, como fotografia, cordel, teatro, redes sociais, audiovisual por celular  foram iniciadas em 2017, quando três turmas compostas por 20 jovens das comunidades rurais atendidas cada, fizeram parte do projeto-piloto do projeto, que visou experimentar as ações, aprovadas, posteriormente, na Missão Internacional do Fida, e sugerida a ampliação do projeto.

A iniciativa é uma parceria entre as assessorias de Comunicação e de Gênero e Geração do Pró-Semiárido, juntamente com o Instituto da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa), o Serviço de Assessoria

​a Organizações​ Populares (Sasop) e as Escolas de Família Agrícola de Monte Santo e Sobradinho.

Para somar esforços, foi realizada, uma reunião na Universidade Estadual da Bahia (Uneb), de Senhor do Bonfim, com a coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Desenvolvimento Territorial (Nedet), Iraídes da Silva, o coordenador de projetos da EFA de Antônio Gonçalves, Agmário Nunes dos Santos, e o diretor-presidente da Associação Regional da Escola Família Agrícola (Arefag), Vanderson Santos, e Tiala Morais, da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar

(Fetraf) com o chefe do escritório local do Pró-Semiárido, Cleiton Lin, a assessora de Gênero, Elizabeth Siqueira e a assessora de Comunicação, Emília Mazzei.

Na ocasião, discutiram a ampliação do número de turmas dos jovens, com idade entre 15 e 29 anos, que participam do projeto Jovens Comunicadores.