file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

Prefeito de João Dourado é punido por descaso com educação e gastos com pessoal

01 de Dezembro de 2016 (atualizado 08/Fev/2017 00h36)

file-2017-02-07223615.360462-4b2480ebfe22f16920e03eea2aaaf6c59944a3b2-ed96-11e6-b0bc-047d7b108db3.jpg

Foto: prefeito de João Dourado/BA, Rui Dourado (Reprodução YouTube)

Do TCM/BA

As contas da Prefeitura de João Dourado, na gestão de Rui Dourado Araújo, foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão realizada nesta quarta-feira (30/11). O gestor foi multado em R$22.876,56 (12% dos subsídios) por não ter promovido a recondução das despesas com pessoal ao índice máximo previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. O conselheiro Paolo Marconi chegou a sugerir multa ainda maior, no valor de 30% dos subsídios. Mas o prefeito terá que pagar ainda R$7.000,00, pelas irregularidades remanescentes no relatório técnico. Também foi determinado o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$3.035,59, em razão de despesa ilegítima com juros e multa por atraso de pagamento, e de R$12.000,00 à conta específica do Fundeb, pela saída de numerário sem comprovação da despesa, ambos com recursos pessoais. A administração investiu na manutenção e desenvolvimento do ensino recursos na ordem de R$16.487.585,73, representando 24,66% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, o que não foi suficiente para alcançar o percentual mínimo de 25% exigido pela Constituição Federal e comprometeu o mérito das contas. O gestor também não comprovou o devido recolhimento de multas e ressarcimentos imputados pelo TCM em processos anteriores, colaborando para a reprovação destas contas. Cabe recurso da decisão.