CORONAVÍRUS

Prefeito de Ipupiara determina interdição de posto por sabotar normas anti coronavírus

Cultura&Realidade - 23 de Março de 2020 (atualizado 24/Mar/2020 17h33)

file-2020-03-23184149.380383-ipupis19f94ca2-6d4f-11ea-9325-f23c917a2cda.jpg

Posto/Bar/Loja de Conveniências na Vila de Ibipetum, em Ipupiara, é internditado pela prefeitura - Foto:Divulgação

Da Redação/João Gonçalves

A Secretaria de Saúde de Ipupiara e a Policia Militar foram acionadas na noite do último domingo, 22, para verificar uma denúncia de que  um bar estaria funcionando irregularmente em um posto de combustíveis, com som automotivo/“paredão”, na vila de Ibipetum, município de Ipupiara, aglomerando várias pessoas. A “festa”, em desacordo com as medidas de proteção contra o coronavírus, foi gravada em vídeo veiculado em todas as redes sociais da região.

Ao ter conhecimento do fato, o prefeito Ascir Leite determinou a imediata interdição do Posto de Combustível. O proprietário do estabelecimento, que não teve seu nome revelado, estava descumprindo o Decreto Municipal sobre a prevenção ao Covid-19. Além de sabotar as estratégias de proteção ao povo de Ipupiara, contra a doença que infestou o mundo e está matando milhares de pessoas, o posto não tinha permissão da Prefeitura para funcionar, por ausência de legalidade junto à Agência Nacional de Petróleo.

“Determinamos a interdição e vamos agir assim contra todos que atentarem contras as medidas protetivas das nossas comunidades”, disse o prefeito Ascir Leite.

Bar/Loja de conveniências do posto fechados - Foto: Divulgação

MAIS RESTRIÇÕES NA CIDADE – Ascir fez publicar decreto nesta segunda-feira, com medidas mais severas de controle das relações sociais da população, visando reduzir as possibilidades de contaminação das famílias ipupiarenses.

O município teve um único caso suspeito, até o momento, do comunicador André Gonçalves, cujos testes, prova e contraprova do Lacen, deram negativos para Coronavírus/Covid19. A notícia deixou toda a cidade apreensiva, até a divulgação do resultado, que chegou como um alívio.

O novo decreto 09/2020, assinado pelo prefeito é complementar e ampliou as restrições que foram implementadas pelo decreto 08/2020.

As novas medidas proíbem feiras livres em todo o território do município, bem como o funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e similares (permitido os serviços de teleentrega (Delivery), casas de eventos, academias, clubes e associações recreativas.

Só poderão funcionar, seguindo regras de controle sanitário, empreendimentos das áreas de medicamentos, alimentos e unidades de saúde.

Setores da administração pública e limpeza urbana, funcionarão de modo restritivo, de modo a assegurar os serviços essenciais que não podem ser paralisados.

“Precisamos ter uma ação mais afirmativa na proteção das nossas comunidades. Muita gente está levando na brincadeira. O mundo todo está infestado e em muitos países, por falta de cuidados, as pessoas estão morrendo aos montes. Na Itália é de dar dó, milhares de corpos sendo transportados por caminhões do Exército, para crematórios coletivos, pois não dá tempo enterrar os mortos, dos quais as famílias não tem sequer o direito de se despedir, para não ocorrer contaminações. Aí adotamos algumas medidas restritivas leves e o pessoal acha que não são para cumprir. Estão definidas nossas estratégias para reduzir os riscos às nossas famílias e retardar ao máximo possível a chegada desta doença em nosso meio, na esperança de que não chegue nunca. Mas se chegar, que seja o mais tarde possível. Não vamos permitir o descumprimento das medidas. A força policial agora tem dispositivo para agir no município. Não é para ter aglomeração de pessoas, nem nas ruas nem nas áreas privadas. Isolamento social em casa é a nossa mais eficiente arma contra o coronavírus”, diz o prefeito, seguindo a linha de raciocínio do Ministro da Saúde e da Organização das Nações Unidas.