file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Prefeito de Ibititá se manifesta sobre denúncia do MPF

25 de Maio de 2016

caixa_ibititá.jpg [caption id="attachment_4622" align="aligncenter" width="505"]Foto: Divulgação Foto: Divulgação[/caption] Nesta segunda-feira (23), o prefeito de Ibiitá, Cafu Barreto, iniciou a semana com a notícia de que o Ministério Público Federal (MPF) protocolou acusação de que ele obteve vantagem ilícita em uma obra realizada em Abaíra, na região da Chapada Diamantina. A obra em questão, realizada em 2008, foi responsabilidade da Papaleguas Construtora, Projetos e Comércio Ltda, empresa da qual Cafu Barreto faz parte do quadro societário. Segundo sua assessoria por meio de nota de esclarecimento, o prefeito afirma que a denúncia em primeiro lugar não tem nada a ver com sua gestão à frente da prefeitura de Ibititá, "que tem se destacado pela transparência, lisura dos processos administrativos e respeito aos princípios que regem a gestão pública". A nota afirma ainda que "o empresário Cafu Barreto faz parte do quadro de sócios da Papaleguas Construtora e garante que a obra em questão, concluída a mais de oito anos, foi aprovada pela Caixa, pela prefeitura de Abaíra e demais órgãos competentes". Os advogados da empresa mobilizaram sua assessoria jurídica para analisar os pormenores da denúncia do MPF. A assessoria de Cafu reitera que "os advogados estão concentrados em reconhecer os pormenores da denúncia, para que os fatos sejam esclarecidos e a verdade venha à tona".   Da redação