file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

Prefeito de Central esclarece cancelamento do Central Fest

27 de Março de 2017 (atualizado 27/Jun/2017 15h31)

Foto: Prefeito de Central concedeu coletiva para explicar o cancelamento da principal festa municipal (Central Notícia)

Foto: Prefeito de Central concedeu coletiva para explicar o cancelamento da principal festa municipal (Central Notícia)

Do Central Notícia

O prefeito da cidade de Central/BA, Uilson Monteiro (PSD), havia dito na rádio Central FM, na última quinta-feira (23) que o Central Fest 2017 não seria realizado. A notícia gerou uma grande discussão nas ruas da cidade e redes sociais. Por conta disso, a assessoria do gestor marcou uma coletiva de imprensa no dia seguinte, ou seja, na sexta-feira (24) para esclarecer algumas informações.

O prefeito de Central reiterou logo no início da coletiva que o evento foi cancelado, pois o município passa por um momento crítico, inclusive com determinação de estado de emergência pelo próprio município, estado e encaminhado pela união. Então, seria difícil por esta situação, captar recursos para realizar a festa. ‘ É até mesmo imoral tirar recursos do município para se aplicar em festa, levando em consideração a estiagem e crise que estamos vivenciando’. Monteiro disse que a decisão foi tomada em reunião com todos os secretários e é irrevogável.

O custo para ser feito um evento como o Central Fest fica em torno de R$ 300 mil reais. Monteiro foi otimista e falou que se próximo ano for produtivo, vai realizar um evento a contento para a população de Central. ‘Não existe uma verba específica do município e nem do estado para a realização deste evento. Na maioria das vezes, nós conseguimos fazer com a ajuda de colaboradores e parceiros’. Como gestor, prefiro pagar as contas em dia, pagar os salários dos servidores e cumprir as obrigações’. ‘Para fazer festas, é necessário ter dinheiro sobrando’, salientou.