ELEIÇÕES 2020

Pré-candidato a prefeito de Iraquara, Nino Coutinho dispara na frente dos oponentes

Cultura&Realidade - 24 de Dezembro de 2019 (atualizado 25/Dez/2019 12h19)

file-2019-12-24113954.231722-nino3fca8fe4-265b-11ea-a930-f23c917a2cda.jpg

Vice-prefeito de Iraquara é o preferido para substituir o atual gestor Edmário Novais - Foto: Ilustração

A C&R Pesquisas esteve no município de Iraquara, no período de 17 a 19 de dezembro, onde aplicou 720 entrevistas, no intuito de averiguar a avaliação do governo liderado pelo prefeito Edimário Guilherme Novais (PSD) e as tendências eleitorais nas disputas pela prefeitura em 2020, envolvendo pré-candidatos. Foram visitadas as comunidades Sede, Parnaíba, Santa Rita, Água de Rega, Riacho do Mel, Quixaba, Olhos D’Água, Matinha, Queimadas, Zabelê, Lagoa Seca e Santíssimo.

A consulta, que foi encomendada pelo site Cultura&Realidade, apresenta 2% de margem de erro, para mais ou para menos, com indicativo de 95% em margem de confiança. 

O atual vice-prefeito Nino Coutinho (PSD), quando feitos os cofrontos diretos, seria eleito se as eleições fossem hoje, com boa frente sobre qualquer um dos demais virtuais candidatos a prefeito de Iraquara.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO - De acordo com os dados colhidos, 64% aprovam a atual gestão, sendo que 56% acham boa e 8% ótima. Apenas 15% a consideram péssima ou ruim e 21% não quiseram ou não souberam avaliar.

TESTES PARA RESPOSTAS ESTIMULADAS - Alguns cenários para respostas estimuladas foram averiguados. No primeiro, em que são apresentados os nomes de quatro candidatos, Nino Coutinho lidera com 33%, seguido de Edimário com 20%, Oziel 16% e em último, Freitas com 10%. Neste cenário, 21% dos entrevistados não opinaram.

Quando Edimário não aparece na lista, os eleitores que o preferem se dividem. Destes, 6% optaram por Nino Coutinho, que chega 39% neste cenário, Freitas ganha a adesão de 4% e vai a 14% e metade dos indicadores edimaristas não souberam dizer a preferência do seu substituto, de modo que o índice dos que não quiseram ou não souberam responder foi a 31%. Oziel não recebeu adesão nesse novo contexto, permanecendo com 16%.

REJEIÇÃO EM RESPOSTAS ESTIMULADAS - Na aferição de rejeição, os entrevistados apontaram a maior rejeição ao pré-candidato Edimário, com 20% e Freitas com 18%. Nino segue em terceiro, 2% de rejeição. Oziel e Reinaldo Viana tem 1% de rejeição cada. Outros nomes foram citados, mas não o suficiente para pontuar. Neste quesito, 58% se abstiveram em opinar.

CONFRONTOS DIRETOS – Nos confrontos diretos, se as eleições fossem hoje, Nino Coutinho ganharia a eleição de qualquer um de seus possíveis concorrentes. Em disputa contra Freitas (18%), ele alcançaria 59%. Nesta disputa, 23% não quiseram  ou não souberam se posicionar.

Contra Oziel, Nino chega a 53%, uma frente de 29% sobre o vereador, que alcançou 24%. Os que não quiseram ou não souberam responder, somaram 23%.

No caso de uma disputa entre Nino e Edimário, o vice-prefeito  alcançaria, em dados de hoje, 46%, contra 32% do atual prefeito e 22% não quiseram explicitar opinião.

NINO BEM À FRENTE DOS CONCORRENTES - Considerando apenas os votos válidos que se manifestaram, Nino teria 7.847 votos, contra 2.394 de Freitas. Em caso de disputa contra o vereador Oziel, o atual vice-prefeito obteria  7.049 e o seu oponente 3.857 sufrágios. 

Numa eventual disputa com o seu atual companheiro de chapa, ele também seria vitorioso. Considerando os votos válidos, ele teria 6.118 votos, enquanto Edimário somaria 4.256 votos.

Da Redação