file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Por falta de provas, justiça manda soltar pai e filho acusados de assassinato em Irecê

11 de Agosto de 2016

d690bdfc054c19c5bc994c632ccb8242.jpg [caption id="attachment_5266" align="aligncenter" width="493"]Foto: Reprodução Foto: Reprodução[/caption] A Justiça de Irecê mandou soltar Edivaldo Nogueira da Silva e Ananias Borges Ribeiro Neto, pai e filho respectivamente, acusados de participar do assassinato do comerciante Cícero Nogueira da Silva, 62 anos, em Irecê - em maio deste ano. Pai e filho estiveram presos desde o dia 16 de julho, último, no Complexo Policial de Irecê, a pedido do Ministério Público.  Cícero Nogueira foi morto a tiros dentro de sua própria casa, quando reagiu a um suposto assalto, em 21 de maio de 2016. LEIA MAIS: Funeral de Cícero Nogueira vira protesto contra a violência em Irecê A liberdade provisória foi concedida pelo juiz Gustavo Teles Veras Nunes, titular da Vara Criminal da Comarca de Irecê. De acordo com a defesa, o magistrado entendeu que a prisão dos acusados não tem fundamentação por fala de provas. O Ministério Público não vai recorrer da soltura dos suspeitos nesse momento. Mas o processo continua com as investigações. Se houver um fato novo, poderá resultar em novo decreto de prisão.   Via Caraíbas FM