POLÍTICA

Por crime de corrupção eleitoral, Beto Lelis está inelegível até o ano de 2022, certifica Juiz Eleitoral de Irecê

Cultura&Realidade - 16 de Maio de 2019

file-2019-05-16130340.775175-88896843-ab57-40f7-9b9b-0768ad253d822c239726-77f4-11e9-b28d-f23c917a2cda.jpg

 Beto Lelis, no destaque, acompanhando Luizinho Sobral. Os dois estão inelegíveis. Foto: Ilustração/Google

Sem domicílio eleitoral legal e sem cidadania definida, o ex-deputado Beto Lelis vem promovendo diversos vexames nos ambientes políticos de Irecê. Condenado por crime de corrupção eleitoral, ele é reconhecido por provocar polêmicas fortuitas, os famosos factoides políticos.

Desacreditado, ele tem sido motivo de chacota nos mais diversos espaços sociais. Nas eleições de 2016, tentou eleger Gabriel Lelis, filho seu com a ex-prefeita Hisadora Lelis, mas não passou de 212 votos. Há quem diga que depois que o Gabriel agrediu o radialista Bruno Fernandes, da rádio News 101 FM, na semana passada, este legado eleitoral que lhe restava, desidratou.

Alegando que tem direitos políticos assegurados, ele vem buscando se viabilizar politicamente. Entretanto, antigos eleitores seus já não confiam mais nos seus discursos. “Beto Lelis precisa urgentemente de um tratamento. Por duas vezes forçou barra com candidatura, uma para federal e outra para prefeito. Perdi meus votos nas duas vezes, eu e minha família”, diz a comerciária Ana Maria Dourado, 36 anos.

Mais uma vez o ex-deputado tenta enganar possíveis simpatizantes, apontando como prova o site do TSE, que se encontra desatualizado, onde afirma que ele se encontra apto, ou seja regular. Porém, uma certidão assinada pelo Juiz Eleitoral Alexandre Lopes, datada de 7 de maio de 2019, afirma que Beto Lelis está inelegível até o dia 25 de março de 2022.
Leia certidão na íntegra, clicando aqui.

Da redação