file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Irecê e Região

Sindicalista é assassinado em Central e Sindicato dos Bancários publica nota de repúdio

João Gonçalves - 08 de Novembro de 2018 (atualizado 08/Nov/2018 16h13)

file-2018-11-08101711.078852-aroldo99be280e-e358-11e8-8738-f23c917a2cda.jpg

Aroldo teria audiência na Justiça para tratar de interesses dos servidores, hoje, quinta-feira, 8 - Foto: Capturada do Central Notícias 

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do município de Central, na região de Irecê, Aroldo Pereira de Souza, 47 anos, sofreu uma tentativa de assassinato por volta das 07h desta quinta-feira (08).

De acordo com informações checadas pelo Central Notícia, Aroldo estava indo de motocicleta até sua propriedade rural – trajeto que fazia todos os dias pela manhã - quando sofreu a emboscada ao abrir a porteira do local.

Pelo menos três disparos atingiram o sindicalista (braço, costas e cabeça) que foi socorrido em estado grave para uma unidade hospitalar local e em seguida para o Hospital Regional de Irecê onde passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

A autoria e motivação para o crime são desconhecidas. Segundo a Polícia Civil, o criminoso estava pilotando uma moto. Aroldo deixa dois filhos do primeiro relacionamento e uma criança de um ano e seis meses com a esposa atual. O clima na cidade é de muita tristeza e revolta.

Greve

Durante dois meses, Aroldo esteve à frente de uma paralisação de professores da rede pública municipal e outros servidores de Central, inclusive, nesta quinta-feira (08), teria uma audiência no Fórum local para tratar sobre a paralisação. Vários professores, pais e alunos participavam do movimento. A entidade cobrava salários atrasados. A polícia investiga se o presidente possuía inimigos ou divergentes políticos. (Transcrito do site Central Notícias).

SINDICATO DOS BANCÁRIOS PUBLICA NOTA DE REPÚDIO E PEDE INVESTIGAÇÃO

"O Sindicato dos Bancários de Irecê e Região manifesta seu pesar e repúdio pelo atentado ocorrido nesta manhã (8/11), que vitimou fatalmente o companheiro de luta e presidente do Sindicato dos Servidores Municipais da cidade de Central (BA), Aroldo Pereira de Souza.

De acordo com as primeiras investigações, Aroldo estava saindo de sua roça no Povoado de Larguinha, Zona Rural de Central, quando um indivíduo ainda desconhecido, chegou pilotando uma motocicleta, e disparou arma de fogo atingindo o sindicalista com quatro tiros.

Desde o dia 20 de setembro deste ano, Aroldo esteve à frente de uma paralisação de professores da rede pública municipal e outros servidores de Central, onde nesta quinta-feira (08), seria realizada uma audiência de tentativa de conciliação para tratar sobre o movimento grevista que cobra o atraso do pagamento de salários.

Exigimos que todas as autoridades competentes se mobilizem e respondam a mais esse crime absurdo que acontece contra um dirigente sindical. Não podemos aceitar que esse ataque covarde, fique impune. Aroldo tinha 47 anos, e além de seu legado de lutas e várias conquistas para os trabalhadores da região de Irecê, deixa esposa e três filhos."

Atualizad às 11h41min