file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Patrimônio geológico de João Dourado foi tema de palestra na última sexta-feira

07 de Março de 2016

JD.jpg [caption id="attachment_4118" align="aligncenter" width="500"]Foto: Ascom Prefeitura de João Dourado Foto: Ascom Prefeitura de João Dourado[/caption] Parece difícil de imaginar, mas animais como bicho-preguiça gigante, mastodonte, hipopótamo gigante, tatu gigante, além do cavalo primitivo fizeram parte da megafauna da região de João Dourado há alguns milhões de anos. Geólogos e geógrafos constataram recentemente que alguns pontos do município localizados em Gameleira, Lajedão do Patrício, Conquista e Riacho, por exemplo, podem ser considerados monumentos históricos naturais, que contam com sítios paleontológicos riquíssimos e rochas de aproximadamente 1 bilhão de anos. Diante de tamanha riqueza, Rafael Altoe Albani, mestrando em Geociências pelo Museu Nacional da UFRJ, e estudioso do patrimônio geológico de João Dourado, ministrou uma palestra para a comunidade na última sexta-feira (4). Durante o evento, Albani relatou a importância da criação de projetos de conservação, valorização e divulgação destes sítios. Para ele, desconhecimento da geodiversidade gera uma ameaça à sua conservação. O estudo de Albani tem como objetivo difundir a importância dos nossos ecossistemas e sítios arqueológicos e paleontológicos para estudantes e público em geral – o que deverá contribuir para o desenvolvimento social e econômico do município através do geoturismo. A palestra, que teve participação popular expressiva, contou com a presença da doutora em geologia, professora Kátia Mansur; de toda a equipe da coordenação municipal do meio ambiente; autoridades municipais; estudantes e da população em geral. Fonte: Ascom Prefeitura de João Dourado