POLÍTICA

Otto Alencar critica o PP: ‘Articulação é antiética’

Cultura&Realidade - 17 de Novembro de 2018

file-2018-11-17092113.728417-otto_alencar4652adb8-ea63-11e8-9991-f23c917a2cda.jpg

Otto lembrou ainda que o nome do PSD para a disputa do pleito não está decidido. Foto: Divulgação 

O presidente estadual do PSD, o senador Otto Alencar, voltou a criticar o posicionamento do PP, de João Leão, que lançou a candidatura do deputado Nelson Leal à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia e já angariou os apoios do PDT, PCdoB, e do deputado eleito Júnior Muniz (PHS).
“Não tenho nada contra Nelson Leal, nada contra João Leão, mas o atual presidente da Casa e senador eleito, Angelo Coronel, precisa ser ouvido. Eu fui ouvido na época da minha sucessão, Coronel tem que ser ouvido. O governador tem que ser ouvido, Jaques Wagner também. Os presidentes dos partidos. É antiético”, na manhã desta sexta-feira (16).
Otto lembrou ainda que o nome do PSD para a disputa do pleito não está decidido.
“Ninguém nunca ouviu de minha boca que será Adolfo Menezes ou Ivana Bastos, porque eu não imponho nomes, eu não vou impor, vou conversar, dialogar, sempre. Eles me procuraram querendo ser candidatos, mas vamos dialogar”, completou.
“Dizem por aí que eu quero tudo, UPB, Senado, Assembleia, mas não lembram que Marcelo Nilo foi presidente da Assembleia cinco vezes com meu apoio. Luiz Caetano foi presidente da UPB com meu apoio. Isso é uma questão de merecimento, de mérito. Eu não quero tudo”, destacou.
Da redação, com informações do site Visão Cidade