file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

OAB/BA faz ato de desagravo a advogados em frente de emissora Serrana FM em Jacobina

Rodrigo de Castro Dias - 11 de Julho de 2017 (atualizado 11/Jul/2017 12h57)

ato da OAB em Jacobina

Foto: advogados durante ato em frente a Serrana FM nesta segunda-feira (Reprodução)

Redação Cultura&Realidade - Por Rodrigo de Castro Dias

A cidade de Jacobina foi palco de um ato público de desagravo a advogados em frente a emissora de rádio Serrana FM, na tarde desta segunda-feira (10). A Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia (OAB/BA) organizou o ato em protesto a postura do radialista Eraldo Maciel, que teria ofendido a classe no ar durante a programação da emissora.

O desagravo foi aprovado à unanimidade pelo Conselho Pleno da OAB, junto a uma nota de repúdio, que foi objeto da manifestação, hoje, em frente à rádio, com as presenças do presidente OBA-BA, Luiz Viana Queiroz, e Marilda Miranda Sampaio, presidente da OAB-Jacobina.  

Segundo a nota da entidade, "o aludido radialista, no dia 18.10.2016, proferiu inúmeras ofensas aos profissionais da advocacia que atuam naquele município, fazendo uso de desabridas e incomuns expressões ofensivas a advogados não identificáveis, comportamento que não se coaduna com a atuação de relevância social dos agentes de órgãos de comunicação".

A entidade alegou também que o ato de desagravo reafirma o compromisso da OAB "com o livre exercício da profissão, manifestando firmeza no sentido de coibir quaisquer condutas contrárias aos seus princípios, inerentes ao Estado Democrático de Direito, onde o advogado figura como 'indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão'". 

Ato da OAB levou advogados para frente da emissora Serrana FM

Foto: ato reuniu dezenas de advogados da Subsessão Jacobina da OAB/BA em frente a Serrana FM (Reprodução)

Radialista questiona "perseguição" - Antes mesmo da realização do ato em frente a Serrana FM, Eraldo Maciel respondeu a moção de desagravo movida pela OAB por meio de nota, ainda pela manhã.

O radialista afirma que a entidade mente quando afirma que houve recusa de sua parte em um pedido de retratação, já que a solicitação não teria acontecido. "Afirmaram que eu "recusei" me retratar, apesar de supostas tentativas para isso. Pois bem: é absolutamente MENTIRA. Jamais fui contatado pela OAB/Jacobina, a não ser quando me solicitaram a gravação do programa que continha a minha fala a respeito de "dois ou três advogados que fizeram da sua missão profissional me processar", afirmou Maciel.

Para ele, é "preocupante" a perseguição que estaria sofrendo da classe. "Onde a OAB foi ofendida? Onde está o meu crime? Comentar ou fazer críticas sobre um ou dois (ou mais) profissionais significa "ofender a honra profissional dos profissionais (da advocacia)" de toda uma região?", questiona.

O radialista afirma, por fim, que a motivação para os ataques seria o fato de ter reclamado publicamente da quantidade de processos judiciais movidos contra ele por alguns advogados da cidade, atitude decorrente de "perseguição impetrada por serviçais políticos". 

"Se a OAB se mistura à politicalha, problema dela. Aliás, exijo que a OAB apresente UMA ÚNICA tentativa de diálogo comigo. SÓ UMA. Qualquer contato da sua presidente em Jacobina... Não houve!", reclama.

Foto: "Se a OAB se mistura à politicalha, problema dela", rebate Eraldo Maciel (Reprodução)

Emissora diz que radialista não é mais funcionário - Em contato com o Cultura&Realidade, a emissora ireceense Líder FM, cujo proprietário J. Sidnei também é dono da emissora Serrana FM, afirmou que Eraldo Maciel não faz mais parte do quadro de locutores "a 5 ou 6 meses". Eraldo já foi funcionário da emissora em Irecê.

De acordo com a Líder FM, quem ocupou o seu lugar foi Maurício Dias. A emissora informou que emitirá uma nota para esclarecer melhor a questão. Eraldo Maciel não foi localizado até o fechamento da matéria para comentar a questão. 

A moção de desagravo da OAB/BA pode ser conferida aquie a resposta do radialista, aqui.