Saúde

Não há confirmação de coronavírus em Irecê. Caso suspeito está sendo examinado em Salvador

Cultura&Realidade - 12 de Março de 2020 (atualizado 12/Mar/2020 11h56)

file-2020-03-12114612.183212-lacen37b368f0-6470-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Lacen examina caso suspeito oriundo de Irecê - Foto: Ilustração

Prefeitura emite nota pública

A cidade de Irecê adotou todas as providências necessárias para avaliação de um paciente com sintomas similares ao de Coronavírus. O caso suspeito é de um residente na cidade, cuja identidade ainda é mantida em sigilo, que esteve há mais de 30 dias na Itália.

As avaliações tiveram início assim que o usuário da UPA – Unidade de Pronto Atendimento procurou os serviços de saúde do município, levando a equipe médica a adotar todos os procedimentos indicados ao caso.
De acordo com a coordenação da unidade, não há motivo nenhum para maiores preocupações da população, uma vez que “as medidas de condução e notificação da suspeita diagnóstica estão sendo tomadas”, seguindo todos os protocolos técnicos e oficiais.

Os exames estão sendo realizados no Lacen - Laboratório Central de Saúde Pública, da Secretaria Estadual de Saúde, em Salvador.

LEIA NOTA OFICIAL DA PREFEITURA
"NOTA PÚBLICA

Sobre a suspeita de um caso de Covid-19 (Coronavírus) que chegou na última quarta-feira (11) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Irecê, a Secretaria Municipal de Saúde informa que as medidas necessárias de condução e notificação diagnóstica já foram tomadas. 

Seguindo o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde, o material coletado para a realização do exame foi encaminhado ao Laboratório Central de Saúde Pública – Lacen/BA, e tão logo seja concluído, será divulgado. 

Ainda seguindo o protocolo, o paciente se encontra em isolamento domiciliar, e os seus familiares também estão sendo monitorados. Não há necessidade de alarme no momento, e toda e qualquer informação necessária será compartilhada por meio oficial.

Contudo, tendo em vista a situação reconhecida de pandemia, a orientação de precaução e cuidados, como a higienização das mãos com sabão e álcool gel, deve ser seguida por todos. 

Quinta-feira, 12 de março de 2020

ASCOM – PREFEITURA DE IRECÊ"

 

O Ministro da Saúde  Luiz Henrique Mandetta disse, na manhã desta quinta-feira, 12, que o maior problema, que pode contribuir com a ineficiência das medidas de contenção do vírus e suas consequências, é a cultura alarmista das pessoas e a prática nefasta de quem difunde fake news. “Precisamos difundir informações que contribuam para a proteção das pessoas e promoção da saúde”, afirmou.

Mais informações, a qualquer momento.

Da Redação