file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Irecê e Região

Mais de meio século de tradição de "Folias de Reis" em Canoão de Ibititá, de 25 de dezembro a 5 de janeiro

Cultura&Realidade - 24 de Novembro de 2018 (atualizado 24/Nov/2018 14h20)

file-2018-11-24141516.529783-38324c722-f00c-11e8-9991-f23c917a2cda.jpg

Roda do "Terno das Rosas", grupo de Canoão de Ibititá. Tradiçao já dura 59 anos - Foto: Ascom/Prefeitura de Ibititá

Por João Gonçalves

 

“Lá vem os três Magos... a andar, a andar

Um é o Belchior, o outro Gaspar

E o terceiro deles é o Baltazar

Eles trazem um tesouro

Um traz o incenso, o deles traz mirra

E o outro traz o ouro

 

Eles vieram visitar o Rei

Tinham certeza e muita fé

Eles sabiam que ia nascer

O Menino Jesus de Nazaré...”

 

A canção relembra as expectativas do Nascimento de Jesus Cristo.

 

“Caminha burrinho, pisando na areia

Segue pra Belém, que a noite já vem”

 

Encantam o canto, as cantadoras e cantadores de Reis, na canção que registra o trajeto da família de José e Maria para o registro em Belém, do nascimento de Cristo. Momento de legalidade.

Registros históricos dizem que Terno de Reis ou Folia de Reis é uma festa de  origem europeia, com forte tradição no Brasil. O dia 6 de janeiro é o Dia dos Três Reis Magos, ou da Folia de Reis. Diz os escritos que, quando os três Reis Magos, Gaspar, Melchior (ou Belchior) e Baltazar, viram a Estrela de Belém no céu, foram ao encontro de Jesus, que havia nascido.

As cantigas e danças fazem parte da cantoria que é acompanhada por acordeon, violão e rabeca e oturos instrumentos musicais incorporados conforme os costumes de cada região, como pífano e pandeiro.

A folia que marca a tradição começa dia 25 de dezembro, no Natal, marco do nascimento do Menino Jesus e termina dia 6 de janeiro, em homenagem aos Três Reis Magos.

Pelo costume, um grupo de tocadores, liderado por um mestre de canto que entoa versos alusivos ao evento e outros freqüentemente improvisados em homenagem aos moradores da casa visitada.

O grupo chega costumeiramente tarde da noite, posta-se na frente da porta e inicia a cantoria, que é engrossada por pessoas que se juntam ao terno, acompanhando o grupo casa por casa, onde os visitantes são agraciados com ofertas de bebidas e guloseimas.

OS FESTEJOS EM CANOÃO – No Distrito de Canoão, em Ibititá, 59 anos de tradição marcam a “Folia de Reis”, sob a liderança do grupo “Terno das Rosas”, formado por homens e mulheres que mantêm a tradição.

“Durante dez dias a comunidade vive e intensidade desta milenar animação, como momentos de alegria, celebração aos ensinamentos cristãos e desejos de boa sorte a todos que são visitados, por saúde e prosperidade, com as bênçãos de Deus.”, salienta o prefeito Cafu Barreto.

A Prefeitura anunciou esta semana a manutenção do apoio aos festejos, como estímulo à cultura popular, turismo cultural e incentivo à economia local com a visita de turistas que se movimentam em direção ao distrito nos períodos festivos.

Para a culminância deste ano, além da apresentação na abertura oficial, do grupo “Terno das Rosas” a Prefeitura de Ibititá está fechando uma grande programação festiva. Já tem certa a contratação Luan Estilizado, o "novo fenômeno da música brasileira". Outras atrações estão sendo definidas para o evento que também contará com artistas do circuito local e regional.

“Então anote na sua agenda: dia 05 de janeiro vamos pegar o Santo Reis com a mão e entrar na madrugada com mais de 12 horas de música e alegria.”, convoca o prefeito Cafu.

Fotos de arquivo