POLÍTICA

Luizinho Sobral tem prestação de contas da campanha reprovadas pelo TRE

Cultura&Realidade - 19 de Dezembro de 2018 (atualizado 19/Dez/2018 16h33)

file-2018-12-19163322.369656-bb1ce064-5501-4de6-8f4e-546267b4c548f237af78-03c4-11e9-9991-f23c917a2cda.jpg

Luizinho Sobral foi prefeito de Irecê de 2012 à 2016 Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Irecê, Luizinho Sobral, teve a prestação de contas da sua campanha a deputado estadual reprovadas pelo TRE. Segundo o parecer da relatora Patricia Cerqueira Kertzman Szporer, o órgão técnico emitiu relatório preliminar solicitando a complementação de informações e esclarecimentos a respeito de falhas detectadas na prestação de contas do político, que ainda não se manifestou, apesar de notificado.

 

Segundo o parecer, as irregularidades identificadas perfazem o montante de R$ 123.965,71, o que corresponde a 55,96% do total de gastos realizados (R$ 221.512,00), o que resultou na desaprovação das contas. O documento afirma ainda que não foi possível avaliar a ocorrência de saques relacionados aos recursos do Fundo Partidário que se destinaram à composição de Fundo de Caixa. “Também não foi possível avaliar se os seus saldos divergem da apuração do resultado financeiro da prestação de contas em exame”.

 

O documento também diz que são várias as irregularidades detectadas, havendo inconsistências e divergências que correspondem a significativas quantias, e que não foram devidamente esclarecidas pelo promovente que, apesar de devidamente intimado, permaneceu inerte. O parecer determina “reconhecer a pertinência da devolução da quantia de R$103.965,71 ao erário, nos termos da legislação de regência, visto que se trata de recurso do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC)”, e “Com isso, o setor técnico do TRE registrou parecer opinando pela desaprovação das contas, e recomendando o recolhimento ao Tesouro Nacional de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC)”.

 

Da redação