file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Justiça Eleitoral suspende divulgação de pesquisas do Instituto Âncora em Irecê

27 de Setembro de 2016

suspensão_pesquisa.jpg [caption id="attachment_5830" align="aligncenter" width="582"]Ilustração: reprodução web Ilustração: reprodução web[/caption] Da Redação A Justiça Eleitoral decidiu, na tarde desta terça-feira (27), suspender a divulgação de duas pesquisas eleitorais em Irecê, após julgar as representações movidas pela coligação "Uma Nova Irecê Para Cuidar de Você", do candidato Elmo Vaz (PSB). As pesquisas, de autoria do instituto Âncora Pesquisas e Publicidade, estavam registradas sob os números BA 08004/2016 e 04036/2016. Uma delas inclusive já havia sido divulgada nos últimos dias, e deverá ser tirada de circulação imediatamente. O descumprimento da decisão judicial em ambos os casos infere em multa de R$ 30 mil e multa diária de R$ 53.205 por dia acumulado sem que se cumpra a determinação da Justiça Eleitoral. A motivação apontada pelo juiz eleitoral Onofre Alves Júnior foi o não funcionamento da empresa no endereço citado pela mesma, o que viola dois artigos da regulamentação eleitoral. Vale lembrar que esse fato já havia sido apontado em uma denúncia do site Central Notícia (leia mais aqui). No último dia 20, a pesquisa registrada de número BA 08004/2016 mostrava o atual prefeito Luizinho Sobral com aproximadamente 30 pontos percentuais de vantagem contra seu adversário mais próximo. LEIA MAIS: Opinião C&R - Pesquisa divulgada em Irecê despista mais do que revela Veja abaixo o texto da decisão judicial que suspendeu a divulgação das duas pesquisas: img-20160927-wa0002 img-20160927-wa0001