CORONAVÍRUS

Irecê amplia abertura e secretária promete fechar estabelecimentos fora das normas de prevenção

Cultura&Realidade - 13 de Abril de 2020 (atualizado 14/Abr/2020 14h50)

file-2020-04-13190925.846924-WhatsApp_Image_2020-04-13_at_19.05.206ffa669c-7dd3-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Prefeito Elmo Vaz e secretária de saúde de Irecê Dulce Barreto anunciam novas medidas no controle do coronavírus - Foto: Reprodução

(Matéria atualizada em 14/04/2020, às 14h49)

 

Depois de 22 dias de controle do funcionamento das atividades econômicas em Irecê, o prefeito Elmo Vaz e a Coordenadora do Centro de Operações Especiais/Secretária de Saúde, Dulce Barreto, anunciaram, no final da tarde de hoje (segunda-feira, 13) novas medidas de controle da infestação do coronavírus/Covid19 no município, através de live transmitida pela página oficial de Facebook da Prefeitura, retransmitida pelas emissoras 101 News, Caraíbas FM, Cidade e Vida FM.


A coordenadora destacou como muito importante as reuniões realizadas pelos secretários de saúde dos municípios, e hoje, pelos prefeitos, em articulação da Associação Regional dos Prefeitos. “Estes encontros permitiram alinhar a defesa sanitária do Território de Irecê, com estratégias para além dos limites dos municípios, como barreiras sanitárias em locais estratégicos nos limites territoriais, bem como sobre as estruturas de acolhimento às pessoas que venham a ser acometidas pelo vírus”, disse a secretária.

 


O prefeito Elmo Vaz informou que o decreto, publicado no Diário Oficial dos Municípios simultaneamente à transmissão, mantem as medidas restritivas do anterior, com definição de regras para o funcionamento dos segmentos comerciais permitidos. As novidades são a reabertura, com limitações, de igrejas, academias e outros setores que podem ser verificados do decreto. O link está no final desta matéria. “Estamos flexibilizando aos segmentos religiosos e às academias, com critérios que devem ser seguidos pelos proprietários e usuários”, disse o prefeito.


Em nenhuma atividade religiosa será permitida reunir mais que 30 pessoas, não sendo permitidas presenças mais que uma pessoa por metro quadrado. Os responsáveis terão ainda que providenciar estruturas e produtos de higienização, como lavatórios com água e sabão ou álcool gel e todos os equipamentos deverão estar higienizados. Também não será permitido o uso de equipamentos sonoros. Os eventos religiosos estão limitados a quatro por instituição, sendo dois no transcorrer da semana e dois nos finais de semana.  


As regras para as academias consistem na definição de um metro quadrado por usuário, com limite de no máximo dez pessoas no ambiente. As normas para outros segmentos constam no decreto.


Não estão permitidos nenhum evento público ou privado capaz de promover a aglomeração de pessoas, nem o funcionamento de bares, clubes e quadras.  O prefeito destacou que a flexibilização está ocorrendo vagarosamente, em razão da cidade ainda não dispor de casos positivos para o coronavírus e todos os municípios estarem, cada um do seu jeito, realizando com sucesso o controle da infestação, a ponto do Território de Irecê ser apontado com o melhor desempenho em matéria de controle da doença.


Durante a live, muitos questionamentos sobre a não abertura de outros segmentos e o prefeito explicou detalhadamente as razões pela manutenção do controle no formato divulgado, expondo as razões de segurança e os desafios do controle.


A secretária Dulce reconheceu a indisciplina de alguns empreendedores, ao não cumprirem as regras de funcionamento e sinalizou a possibilidade de endurecimento na fiscalização. “Talvez tenhamos que fechar algumas lojas”, destacou, para por ordem na casa.

 
O líder da igreja Presbiteriana Betânia, o Pastor Valdenor Dourado anunciou durante a live que por enquanto ainda não retornará às atividades normais. “A igreja permanece com as reuniões suspensas. Não retornaremos com cultos públicos. Permaneceremos em nossos lares”, afirmou o religioso.


O site Cultura&Realidade procurou saber da Igreja Católica, se com as novas medidas iria orientar o retorno das atividades normais das paróquias, mas a Diocese ainda não se manifestou, até o fechamento desta matéria.

Leia aqui, o novo DECRETO.