file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

Ipupiara: reunião entre comando regional da PM e prefeitura discute ações contra a violência

Rodrigo de Castro Dias - 16 de Fevereiro de 2017 (atualizado 29/Jun/2017 10h44)

Reunião entre comando regional da PM e prefeitura discute ações contra a violência em Ipupiara

Foto: reunião contou com presença de representantes do poder público municipal, da Polícia Militar e da população de Ipupiara (Divulgação)

Redação Cultura&Realidade

Com a finalidade de impedir o crescimento da violência na região de Ipupiara, o município recebeu na noite desta quarta-feira (15) o comandante e o sub comandante do policiamento da chapada Coronel Anildo Rocha e o Tenente Coronel Walter Araújo, respectivamente, bem como os comandantes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE), Major Ricardo Passos e da Rondas Especializadas (Rondesp), Major Carlos Augusto, para uma reunião pública aberta a população.

O ato ocorreu em reunião pública na Câmara de Vereadores local e foi resultado de articulação do prefeito Ascir Leite (PP) junto ao governo do estado, com apoio dos vereadores, liderados pela presidenta Marlene Gomes (PP). 

Segundo ele, a violência que ocorria recentemente foi estancada e diversas medidas estão sendo adotadas para melhorar a segurança dos munícipes. "Vamos atacar a questão da violência com ações de curto, médio e longo prazos, através de educação, assistência social, promoção do desenvolvimento e fortalecimento do policiamento ostensivo", afirmou o prefeito ao Cultura&Realidade.

Ele ressaltou ainda a realização da jornada pedagógica da rede municipal de ensino, que trouxe o tema da Cultura de Paz. Segundo Ascir, muitas ações serão desenvolvidas na formação de jovens mais preparados para a tolerância, respeito e proteção aos semelhantes e aos seus lugares. O prefeito afirmou ainda que vai fortalecer as políticas de apoio ao esporte, à cultura e ao lazer. Esses encaminhamentos devem prevenir o aumento da violência, especialmente assaltos a bancos, arrombamentos comerciais e residenciais e ameaças à vida das pessoas.

O encontro contou com grande participação popular. Comerciantes, religiosos, educadores e lideranças comunitárias, além dos vereadores, lotaram o auditório da Câmara e muitas pessoas ficaram no entorno da sede legislativa para acompanhar o debate.

Os oficiais reconheceram os desafios e a necessidade de investir mais esforços na promoção da segurança e acolheram as diversas demandas feitas pela comunidade, como o aumento do efetivo, ações do Programa educacional de resistência às drogas (Proerd), policiamento ostensivo na área comercial, nas escolas, nos bairros e povoados.