file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Fenômeno meteorológico próximo à costa da Bahia indica chuvas para o Semiárido

07 de Janeiro de 2016

Fenômeno-Meteorológico.jpg

Fenômeno  Meteorológico

Uma depressão tropical observada por meio de imagens de satélite poderá mudar o cenário das previsões climáticas para este início de ano.

Uma depressão tropical que se formou ao longo do dia no Oceano Atlântico Sul, próximo da costa da Bahia, poderá reverter o cenário de algumas previsões climáticas para o Semiárido brasileiro neste início de ano. São nuvens carregadas, com grande desenvolvimento vertical e topo frio, associadas a áreas de baixa pressão sobre o Nordeste. Desde o último dia 05 de janeiro, o fenômeno meteorológico está sendo monitorado pela equipe do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis), da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), por meio de imagens do satélite Meteosat-10. O resultado do monitoramento das imagens desta quarta-feira, dia 06, indica possibilidade de chuvas em praticamente todo o Nordeste brasileiro. No centro-norte da região, há possibilidade de pancadas de chuva. No leste de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e sul da Bahia, também há possibilidade de chuvas. No leste da Bahia, notam-se muitas nuvens e chuvas. Nas demais áreas da região, pancadas de chuvas isoladas a qualquer hora, podendo ser localmente forte. A temperatura é estável, sendo a máxima de 36°C no norte do Piauí, e a mínima de 18°C no interior da Bahia. Os especialistas ressaltam que os modelos divergem quanto a real trajetória do fenômeno, havendo a possibilidade de seguir para a costa ou de ser dissipado até o fim desta semana. Texto: Ascom do Insa (Com informações do Lapis/Ufal)