file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Saúde

Estudo aponta que fast food mata mais do que cigarro e pressão alta

Cultura&Realidade - 05 de Abril de 2019

file-2019-04-05150030.492829-ad63ff33-caa4-461c-9837-42a891fc21e2b351d3f4-57cc-11e9-aca0-f23c917a2cda.jpg

Foto: Divulgação

A dieta mais comumente associada à cultura ocidental — com muito sal e gordura e poucas frutas ou fibras — é responsável por mais mortes no mundo do que o fumo e a pressão alta, concluiu um estudo da Universidade de Washington (EUA), publicado na revista científica "The Lancet".

Cerca de um quinto das mortes no mundo podem ser atribuídas à alimentação pouco saudável, que é a causa principal de doenças cardíacas, câncer e diabetes.

A pesquisa comparou as dietas, taxas de doenças e de mortes em 195 países. Ela mostrou que os maus hábitos alimentares estão se disseminando, com maior consumo de carne e menor consumo de vegetais, além da proliferação da chamada "fast food".

Em 2017, essa dieta ruim matou 11 milhões de pessoas — 22% do total de mortes no mundo, naquele ano. O cigarro respondeu por 8 milhões de mortes, e a pressão alta, por pouco mais de 10 milhões.

Da redação, com informações do site Ibahia