Saúde

Estudantes com deficiência auditiva vão ter acesso à tecnologia do SUS

Cultura&Realidade - 20 de Fevereiro de 2020 (atualizado 20/Fev/2020 11h08)

file-2020-02-20110809.678615-G6c8bfdda-53ea-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

A decisão do Ministério da Saúde consta da Portaria nº 3, de 19 de fevereiro. - Foto: Ilustração

 

Os estudantes com deficiência auditiva, de qualquer nível acadêmico, vão poder usar a tecnologia do Sistema de Frequência Modulada Pessoal, do Sistema Único de Saúde (SUS), para o tratamento de sua dificuldade de auditiva.

A decisão do Ministério da Saúde consta da Portaria nº 3, de 19 de fevereiro, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20). O prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de 180 dias, a contar a partir de hoje.

O relatório de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) sobre essa tecnologia está disponível no site do Conitec.

O relatório diz que "o Sistema FM é considerado uma alternativa dentre outros materiais e recursos da tecnologia assistiva utilizados por alunos com deficiência auditiva, visando auxiliar a integração educativa-escolar".

As informações são de Agência Brasil