Mundo

Especialista do FMI, 26 anos, morre com o Covid 19, após dizer que a economia era melhor que quarentena

Cultura&Realidade - 26 de Março de 2020 (atualizado 26/Mar/2020 21h19)

file-2020-03-26202926.005522-fmia1a8fef6-6fb9-11ea-a930-f23c917a2cda.jpg

Rehman Shukr, de 26 anos, morreu na última terça-feira (24), vítima do novo coronavírus - Imagem: Print

O especialista de sistema financeiro do FMI, Rehman Shukr, de 26 anos, morreu na última terça-feira (24), vítima do novo coronavírus, em Washington DC. Em sua última postagem no Facebook, Rehman fez um comentário que deixou claro sua posição sobre a quarentena no período da pandemia.

Na rede social, o economista postou um artigo que tinha como título “Nossa luta contra o coronavírus é pior que a própria doença?”, e escreveu que o artigo era “muito importante”. Visto que muitas lojas, bares e restaurantes fecharam por conta da crise do Covid-19, Rehman defendia que a economia era mais importante que a quarentena, que faz a população permanecer reclusa em casa.

“Difícil decidir se o aspecto humano da doença é mais importante do que as implicações na economia e em outras áreas importantes. É muito fácil deixar a emoção guiar a política, e já vimos o porquê é uma ideia ruim”, disse na postagem.

Fonte: Varela Notícias