file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Escritor e historiador baiano com mais de 70 publicações inéditas morre aos 78 anos

29 de Agosto de 2016

Edízio-Mendonça-barra-do-mendes-FOTO-Divulgação.jpg [caption id="attachment_5504" align="aligncenter" width="640"]Edizio Rodrigues Mendonça era membro de diversas entidades culturais e de classe | Foto: Divulgação Edizio Rodrigues Mendonça era membro de diversas entidades culturais e de classe | Foto: Divulgação[/caption] É com profundo pesar que o Jornal da Chapada comunica o falecimento do escritor e historiador Edizio Rodrigues Mendonça. Autor de mais de 70 livros inéditos e vários cadernos sobre a história de Barra do Mendes, e de todos os municípios da região de Irecê, Mendonça faleceu, às 5h deste sábado (27), aos 78 anos. O local do sepultamento não foi divulgado, mas seu corpo foi velado em sua própria residência em Barra do Mendes. Edizio Mendonça nasceu no dia 14 de agosto de 1938, era escritor e político brasileiro. Colaborou em diversos jornais, destacando-se como memorialista e historiador. Foi eleito presidente da Academia Barramendense de Letras, entidade literária de Barra do Mendes. Exerceu o cargo de prefeito de sua terra natal, além de ter sido vereador (1971/1973) e vice-prefeito (1977/1983) foi prefeito em Exercício de Barra do Mendes por várias vezes. Sobre o escritor Dentre as obras publicadas pelo autor, destacam-se: Poemas para Cleonice (1969); O Coronel Militão Coelho (1980. Biografia de Militão Coelho); Capitão João Pedro (2002); Barra do Mendes, uma história de lutas (2003); Cantigas do Alvorecer (2006); Campestre e seus Horrores (2006). Ele era membro de diversas entidades culturais e de classe, tais como a Academia Guanabarina de Trovas (RJ), Academia Itajubense de Letras (Itajubá – MG), Academia Anapolina de Filosofia, Ciências e Letras (Anápolis – GO), Academia Conquistense de Letras (Vitória da Conquista – BA), Academia Barramendense de Letras (Barra do Mendes – BA), Academia Cabista de Letras (Arraial do Cabo – RJ), Academia Ireceense de Letras (Irecê – BA), Academia Goianense de Letras (Goiânia – GO) e The International Academy of England Londres – Inglaterra, entre outras.   Via Jornal da Chapada