file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

ELEIÇÕES 2016/IRECÊ: Instituto aponta Luizinho Sobral com 40% e oposições juntas com 44% das intenções de voto

14 de Setembro de 2015

GRAFICOS.jpg

GRAFICOS

O governo é avaliado como bom por 45% e ótimo para 15% dos entrevistados

Se os candidatos da oposição transferirem seus votos para um só componente, e as eleições fossem agora, derrotariam o prefeito Luizinho Sobral com quatro pontos percentuais de frente. Este é o cenário do levantamento realizado na semana passada pela C&R Pesquisas, instituto do jornal e do site Cultura&Realidade. Foram entrevistados 528 eleitores, envolvendo residentes de todas as comunidades urbanas e rurais (Fazenda Nova, Itapicuru, Umbuzeiro, Baixão de Zé Preto, Mocozeiro, Meia Hora, Achado e Lagoa Nova). De acordo com os resultados, 15% da população avalia a administração do prefeito como “ótima” e 45% como “boa”. Para 32% dos entrevistados a gestão de Luizinho é “ruim” ou “péssima”. Os que não quiseram ou não souberam avaliar, somam 10%. Para averiguar a tendência de voto e rejeição dos postulantes ao cargo de prefeito nas próximas eleições, em método para respostas estimuladas, o instituto apresentou uma relação de virtuais candidatos a prefeito de Irecê, para as eleições do ano que vem: Luizinho Sobral, Zé das Virgens, Iá (filho de Zé Duarte), Joacy Dourado, Hermenilson Carvalho, Elmo Matos, Paulo Freire, Dorinha Lelis e Zé Duarte. O resultado final aponta Luizinho Sobral com 40% das intenções de voto e a soma das oposições totaliza 44%. Os que não quiseram ou não souberam responder, são 16%. Joacy Dourado com 12%, Zé das Virgens com 11% e Paulo Freire com 8%, são os oposicionistas melhor colocados. As maiores rejeições foram do ex-prefeito Zé das Virgens, com 27% e de Luizinho Sobral, com 13%. C&R PESQUISAS, CREDIBILIDADE HISTÓRICA – Antecipações de resultados das eleições são marcas do instituto, como ocorrido em Presidente Dutra, Uibaí, Xique-Xique, Pilão Arcado, Jacobina, Seabra, Souto Soares, Iraquara, Lençóis, Ipupiara, Brotas de Macaúbas e Senhor do Bonfim, dentre outros. Com 28 anos de atividades nos territórios de Irecê e Chapada Diamantina, e ainda em parte das regiões Oeste e Norte do Estado, o C&R Pesquisas notabilizou-se pelo elevado índice de acerto nas suas pesquisas. Em todas as eleições após ter entrado em atividade, o instituto sempre antecipou os resultados das urnas. Na eleição passada, em Irecê, o dirigente do instituto disse publicamente, no dia do encerramento da campanha do então candidato à reeleição Zé das Virgens, que as pesquisas divulgadas à época pelo então candidato e hoje prefeito Luizinho Sobral, não conferiam com a realidade, pois “bastaria que se revertesse 400 votos sobralistas para o candidato petista, que este ganharia a disputa. Os petistas não conseguiram a reversão e não deu outra, a frente de Luizinho foi de apenas 763 votos”, relembra João Gonçalves, diretor do instituto. Nas eleições de 1996, o C&R Pesquisas disse que Beto Lelis ganharia as eleições com uma margem de 1500 a 1700 votos, deu 1.501. Em 2000, o Cultura&Realidade publicou que a frente de Beto Lelis para a candidata Ivone Pimentel seria de 1%, dos votos válidos (280), a mesma quantidade de votos que teria o terceiro colocado, Francisco Dourado e de fato assim as urnas confirmaram. Em 2004, quando ninguém acreditava na vitória de Joacy Dourado, o instituto C&R Pesquisas disse que ele ganharia com uma margem acima de 2.700 votos, deu 2.729 a frente para o segundo colocado, José das Silva Duarte.