POLÍTICA

Durante entrevista em que se coloca pré-candidato a prefeito de Irecê, Luizinho é notificado por oficial de justiça

Cultura&Realidade - 02 de Agosto de 2019 (atualizado 02/Ago/2019 18h10)

file-2019-08-02180555.540606-luizinho5185d7d8-b569-11e9-b653-f23c917a2cda.jpg

Ex-prefeito Luizinho admite dificuldade jurídica ao anunciar pré-candidatura a prefeito de Irecê, durante entrevista em que foi duplamente notificado por oficial de justiça - Foto: Ilustração

O ex-prefeito Luizinho Sobral (PODEMOS) concedeu entrevista a uma emissora de rádio de Irecê, nesta sexta-feira, 2, meio dia, visando retroalimentar junto às suas bases eleitorais, o seu projeto político para o ano que vem.

Durante a entrevista, ele pontuou que os processos que enfrenta são resultados de perseguição política e que no ano que vem haverá sua pré-candidatura, ou de alguém do grupo.

Ao admitir a possibilidade de outro nome, sendo ele o principal líder do grupo político do qual faz parte, Sobral reconhece a sua dificuldade jurídica, em razão de pendência na Justiça, uma vez que o Tribunal Regional Eleitoral o tornou inelegível e o mesmo recorreu ao TSE, cujos pareceres, até o momento são desfavoráveis ao mesmo.

Em momento seguinte, o radialista pressionou se ele se coloca como pré-candidato e então ele afirma que será pré-candidato.

Ainda durante a entrevista, ele falou de diálogos que vem mantendo com Beto Lelis e Zé Carlos da Cebola.

Ao saber da sua presença na cidade, um oficial da Justiça foi à emissora, notificando-o sobre dois processos. Segundo informações não confirmadas ainda, as notificações foram referentes a supostos crimes cometidos no âmbito da gestão de recursos federais, dentre eles, relacionados ao INSS. A redação está buscando confirmações sobre as motivações das notificações.