file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Dos 8 aos 80, Arraiá do Licuri tem diversão para todas as idades em Souto Soares

27 de Junho de 2016

Souto-Soares-São-João-FOTO-Aurélio-Nunes-.jpg [caption id="attachment_4811" align="aligncenter" width="560"]São João em Souto Soares esquenta as noites frias da Chapada Diamantina | Foto: Aurélio Nunes São João em Souto Soares esquenta as noites frias da Chapada Diamantina | Foto: Aurélio Nunes[/caption] Aberta com uma emocionante apresentação da quadrilha Encanto do Licuri, a segunda noite da festa junina de Souto Soares atraiu públicos de todas as idades à Praça de Eventos. O clima de tranquilidade que prosseguiu durante os shows das bandas Ciclone Musical, Samyra Show e Forró à Lenha pôde ser medido pela presença significativa de crianças ao evento, que se alternavam entre as atrações do palco e o parque de diversões montado próximo à área de alimentação do Arraiá do Licuri. “Sou de Irecê e monto essa estrutura aqui há mais de 10 anos. Aqui tem criança brincando à vontade todo dia até às 4h da manhã”, comemora Nailde Alves dos Santos, proprietária, juntamente com o marido Pedro, das camas elásticas, piscinas de bola e pula-pulas instalados no local. Alegria para Ariane, 13, e sossego para os pais dela, Joelita e Alex. “Quando a gente vai para shows em outras cidades Ariane fica em casa, com os avós. Mas aqui em Souto Soares ela vem com a gente porque é tranquilo demais”, diz Alex. A impressão dos adultos é confirmada pela Polícia Militar. “Trabalho há 10 anos no São João de Souto Soares e a tradição de ser o verdadeiro arraiá da paz está sendo mantida este ano”, declarou o subtentente Adalto, comandante do Pelotão de Iraquara, responsável também pelo policiamento das cidades de Souto Soares e de Palmeiras, e que é vinculado ao 42º Comando do Batalhão da Polícia Militar, sediado em Lençóis. Segundo ele, os 15 homens da PM e os 15 guardas civis municipais destacados para a segurança do evento não registraram até então nenhum caso de furto ou de violência de qualquer espécie. “No máximo o que chega até a gente são casos de desavenças provocadas por embriaguez, que não têm vítimas e sequer justificam lavrar um registro policial. A gente conversa, orienta, o pessoal esfria a cabeça vai embora”, explica. Além de crianças, a Praça de Eventos também registrou a presença de muitos idosos, a exemplo do ‘casal de dançarinos’, como já ficaram conhecidos Alonso, 56 e Maria da Glória, 54, que esbanjam energia de fazer inveja a muito adolescente. “Foi aqui que a gente se conheceu, há quatro anos, e aqui a gente comemora o nosso aniversário do mesmo jeito: dançando forró”, celebra Maria. Texto de Aurélio Nunes. Via Jornal da Chapada