file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Deputada Fabíola Mansur: Outubro Rosa do "Assembleia de Carinho" entrega lenços a pacientes do HAM

Cultura&Realidade - 30 de Outubro de 2017

file-2017-11-01141426.171763-fab1cd9c154-bf28-11e7-97a4-f23c917a2cda.jpg

Deputada estadual Fabíola Mansur participar das atividades do "Outubro Rosa" - Foto: Ascom/Fabíola Mansur

A entrega dos lenços arrecadados no Outubro Rosa pela campanha “Doe Lenços”, realizada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), pelo instituto Assembleia de Carinho, foi feita na manhã desta segunda-feira (30), no Hospital Aristides Maltez (HAM).

A campanha é uma iniciativa da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais – Unale, que teve adesão de diversas Assembleias Legislativas por todo país. Desde o dia 17 de outubro, lenços foram arrecadados para serem entregues às pacientes em tratamento contra o câncer de mama. Na Bahia, a instituição escolhida para receber os mais de 130 lenços doados, foi o Hospital Aristides Maltez, mantido pela Liga Bahiana Contra o Câncer (LBCC).

O HAM é uma referência nacional no tratamento do câncer e atende diariamente a cerca de 3.500 pacientes do SUS, oriundos de quase 400 municípios e também de outros 13 estados brasileiros. De acordo com dados fornecidos pelo Hospital, no primeiro semestre deste ano, foram notificados ao Aristides, 4.350 novos casos de câncer, sendo 637 deles, de mama.

A presidente da Secretaria da saúde da Unale, deputada Fabíola Mansur (PSB), prestigiou a entrega dos lenços, representando também a vice-presidente da Unale, deputada Ivana Bastos (PSD) e a coordenadora do Assembleia de Carinho, Eleusa Coronel, que não puderam estar presentes, mas participaram ativamente da campanha.

“Essa é uma campanha da Unale e a Assembleia de Carinho vem aqui nesta instituição, que é a mais respeitada e a primeira em oncologia no Brasil e símbolo do amor da filantropia nacional no atendimento da pessoa carente com câncer. O trabalho que o HAM faz é um trabalho reconhecido, que a Alba apoia e a gente veio aqui depois de duas semanas do Outubro Rosa recebendo as doações dos lenços, fazer a entrega oficial, já nos comprometendo e continuar participando das ações do Hospital, não só com a doação de lenços, mas também com um trabalho de conscientização”, explicou a parlamentar.

Para Maria de Fátima Pereira, coordenadora do voluntariado da LBCC, a iniciativa integra as ações já realizadas pelo hospital em prol da elevação da autoestima das mulheres em tratamento. “As mulheres se ressentem mais com a perda do cabelo do que com qualquer outra coisa. É claro que o câncer assusta, deixa triste, mas a perda do cabelo abala mais, porque diz logo que a pessoa está doente. Então, qualquer coisa que possa ajudar a melhorar a autoestima, como lenços, perucas, maquiagem, são válidas. Todo mês nós fazemos uma ação coletiva com elas e trazemos esses instrumentos e elas saem emocionadas, felizes mesmo”, definiu.

Márcia disse ainda, que entre as ações realizadas pela LBCC, está a doação de perucas às pacientes, confeccionadas pela Ong Fios de Esperança, que também oferece cursos de como produzir as próteses capilares.

A deputada Fabíola se comprometeu a acompanhar as iniciativas do HAM. “Isso foi uma demonstração de amor, cuidar das outras mulheres, com carinho, fazendo a nossa parte, porque solidariedade a gente tem que estimular e essa é a forma da Unale e da Assembleia de Carinho exercerem o seu papel. A gente vai continuar aqui, ajudando uma obra que é símbolo de amor e de esperança. Todos contra o câncer de mama”, exclamou.

“Nós recebemos esses lenços de coração aberto e com mita alegria. A gente só tem a agradecer essa ação, que tanto alegra nossas pacientes”, disse Márcia Ozânia, sub-diretora administrativa do HAM.

Reação

A jovem Hélica Souza, de 32 anos, está em tratamento contra o câncer de mama há um ano. Ela já passou por duas cirurgias, uma no pulmão e outra na mama e já fez três sessões de quimioterapia, das oito necessárias para completar a primeira fase do seu tratamento. Ela contou como está lidando com a doença e de que forma, ações como a doação de lenços podem ser benéficas para as mulheres que enfrentam a mesma situação que ela.

“Essa é uma ação de grande importância, porque quando nós estamos passando por essa situação, quanto mais pessoas nos abraçarem e demonstrarem carinho, melhor. Nós passamos por altos e baixos, principalmente quando passamos pela quimioterapia que causa muitas reações, a gente se sente mais frágil. Mas o importante é ter fé em Deus, confiante de que nós vamos ter a vitória”.

Hélica também relatou a fase mais difícil. “O momento mais complicado foi quando o cabelo começou a cair, porque a ficha caiu e comecei a ficar pânico. Mas uma maquiagem, uma peruca, um lenço são sempre bem-vindos pra gente mudar o visual e ajudar a levantar a autoestima”, salientou.