file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Deputada Fabíola Mansur critica PEC 241 que propõe congelamento de verbas na saúde e na educação

13 de Outubro de 2016

fabíola-psb.jpg [caption id="attachment_6059" align="aligncenter" width="512"]A deputada estadual Fabíola Mansur. | Foto: ascom Fabíola A deputada estadual Fabíola Mansur. | Foto: ascom Fabíola[/caption] Da Ascom Fabíola A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia nesta terça-feira (11), para expressar sua preocupação com a aprovação da PEC 241, em primeiro turno, na Câmara dos Deputados, por 366 votos a 111. “Governar é escolher e escolher é priorizar aquilo que consideramos de mais importante para nossa população, não é possível que eu, como médica, que estou há 30 anos defendendo o SUS e uma saúde pública de qualidade, possa defender cortes nessa área tão importante quando mais de 155 milhões de brasileiros dependem do SUS e apenas 25% dos brasileiros tem acesso a planos de saúde. Além disso, temos uma população envelhecendo, novas doenças aparecendo, problemas degenerativos, um crescente número de vítimas de acidentes, endemias e programas de saúde da população negra”, alertou a parlamentar. A deputada criticou ainda a falta de uma discussão madura e a busca de outras alternativas para solucionar o problema. “Temos sim que fazer cortes, mas não posso concordar com os cortes na saúde e na educação já tão debilitadas. Isso é vedação de direitos sociais adquiridos, jamais poderia concordar com uma PEC que vai diminuir o que já não é suficiente, devemos buscar outras fontes, como os impostos sobre as grandes fortunas”, finalizou.