file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Convênio com a Funasa no valor de R$ 161 mil quase foi perdido pela Prefeitura de Irecê

05 de Outubro de 2016

WhatsApp-Image-2016-10-04-at-19.25.57.jpeg [caption id="attachment_5982" align="aligncenter" width="447"]Demonstrativo do convênio da prefeitura de Irecê com a Funasa. | Imagem: portal da transparência Demonstrativo do convênio da prefeitura de Irecê com a Funasa. | Imagem: portal da transparência[/caption] Da Redação Graças a um alerta de membros da sociedade ireceense via redes sociais, o risco iminente da prefeitura de Irecê perder um convênio no valor de aproximadamente 161 mil com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) foi evitado. A finalidade do convênio em questão é promover capacitações para agentes multiplicadores e a população ireceense de forma geral em educação para saúde ambiental, focado na gestão de recursos sólidos. O contrato, de nº 797773/2013, foi assinado em 31 de dezembro de 2013, tendo a vigência se iniciando na mesma data. Apesar disso, por motivos desconhecidos, o recurso ainda não foi aplicado até hoje em sua finalidade, correndo risco de se perder por falta de aplicação, já que a data final para a execução do contrato é 31 de dezembro deste ano. O alerta partiu de membros do grupo de whatsapp "Saneamento Ambiental", composto por membros da sociedade civil. A questão chegou a redação do Jornal Cultura&Realidade, que buscou contato com a equipe da secretaria municipal de Meio Ambiente para colher mais informações sobre o problema. Segundo o diretor de programas e projetos da secretaria, José Bruno Oliveira, o problema com o convênio era desconhecido. Ele explicou que assumiu a função em março deste ano, e que até então não havia sido informado sobre o problema. Ele ressaltou que houve mudança de pessoal no quadro da repartição para 2016. "Eu só descobri graças ao alerta de vocês. Foi algo herdado do início da gestão que acabou passando despercebido". Resolução - O alerta vindo das redes sociais serviu para evitar o pior - a perda do recurso já destinado para prestação de serviço público. Bruno conta que, após ter sido informado, investigou a origem da elaboração do convênio e chegou a raiz do problema. "Foi no fechamento da proposta orçamentária. Um dos valores acabou não batendo com o valor global do contrato, o que acabou inviabilizando a realização da licitação na época", explicou. O motivo do convênio ter sido esquecido pela secretaria, no entanto, continua sem explicação. A redação do jornal, Bruno disse que o problema burocrático já foi resolvido e que agora é apenas questão de tempo para o convênio finalmente ser implementado junto à população ireceense. "Refizemos a planilha, agora com todos os valores corretos e enviamos para a Funasa, que irá em breve regularizar tudo. Temos a expectativa de que até o início de dezembro as ações previstas no projeto sejam realizadas e assim, a população ireceense seja beneficiada", conta.