file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Irecê e Região

Com palestra, Prefeitura e CRM lançam campanha 'Março Mulher' em Irecê

Cultura&Realidade - 02 de Março de 2018

file-2018-03-02075945.039533-cinarad10931ca-1e08-11e8-98f4-f23c917a2cda.jpg

Primeira Dama de Irecê, Cinara Barbosa, ao lado de Robéria Santana, coordenadora do CRM (de amarelo), lançam o "Março Mulher" - Foto: Ascom/Irecê

A Prefeitura de Irecê, por meio da Secretaria de Assistência Social, e o Centro Territorial de Referência da Mulher (CRM) lançaram hoje (1) a campanha 'Março Mulher', que vai promover ao longo do mês ações de combate e enfrentamento a violência contra a mulher na região. O evento, realizado no auditório da UFBA, contou com a palestra "Enfrentamento e Combate à Violência Contra a Mulher: Avanços e Desafios" da Dra. Thaís Elislaglei Pereira Silva Paixão, que discorreu sobre os desafios legais contidos na rotina de trabalho dos órgãos que atuam nos casos de violência de gênero.

A coordenadora do CRM, Robéria Santana, acolheu o público enaltecendo a razão de existir do órgão. "Estamos abertos para receber as mulheres que sofrem violência, e queremos buscar especialmente aquelas que ainda não têm forças para procurar apoio por conta própria", afirmou. Já a professora universitária e primeira-dama de Irecê, Cynara Barbosa, alertou para o papel de cada um nesta luta. "Temos que levar adiante o debate para conscientizar mais pessoas sobre o enfrentamento à violência e reforçar o significado do Dia Internacional da Mulher como um marco de educação e reflexão para a sociedade", pontuou.

Em sua palestra, a Dra. Thaís Elislaglei, da OAB Subseção Irecê, elogiou o calendário de ações que são realizadas no mês de Março, ressaltando que a postura de enfrentamento precisa ser permanente para que os resultados possam ser colhidos a longo prazo. "Não conseguiremos combater a violência sem fazer a desconstrução do machismo, que está intrincado na sociedade. Para fazer isso é necessário que haja integração de políticas sociais e educacionais. E para isso acontecer, somente com grande esforço político", ressalta.

Alguns dados sobre o quadro de violência contra a mulher no Brasil: 1 em cada 5 mulheres já sofreram algum tipo de violência doméstica, seja de natureza física ou psicológica; a cada 17 minutos uma mulher sofre agressão; todos os dias 8 mulheres sofrem algum tipo de violência sexual; mulheres negras sofrem significativamente mais abusos do que mulheres de outros grupos raciais.

CRM - O Centro Territorial de Referência da Mulher é um espaço que oferece atendimento e acompanhamento psicossocial e jurídico, orientando às mulheres que estão em situação de violência. O CRM oferece atendimento integral e articulado, contando com uma equipe multidisciplinar que trabalha para o resgate da autoestima, dignidade e autoconfiança. Para entrar em contato, ligue: (74) 3641-2766.