file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Clima de insegurança permeia primeiro dia do São João em Irecê

23 de Junho de 2016

são-joão_2016_prefeitura.jpg [caption id="attachment_4802" align="aligncenter" width="547"]Festa lotada, porém público sofreu com insegurança. | Foto: Reprodução Prefeitura de Irecê Festa lotada, porém público sofreu com insegurança. | Foto: Reprodução Prefeitura de Irecê[/caption] O ‘Arraiá das Caraíbas’, núcleo dos festejos juninos em Irecê, começou oficialmente na noite dessa quarta-feira (22). A cidade apresenta grande fluxo de visitantes, atraídos pela programação oficial, que conta com artistas renomados do cenário nacional, como Wesley Safadão, o responsável pela abertura do evento. A grandiosidade da festa, por outro lado, apresentou um efeito colateral indesejado: a ocorrência de diversos episódios violentos no circuito junino. Dezenas de relatos de celulares e carteiras roubadas surgiram ainda durante a noite. O professor Josué Souza veio de Morro do Chapéu com amigos e teve o smartphone furtado durante os shows. “Não vi a hora exata quando aconteceu, só me dei conta alguns minutos depois que tinham levado. Estava no bolso da frente da calça e mesmo assim conseguiram pegar”, explica ele, que registrou queixa na delegacia e deve retornar até o final do dia na esperança de recuperar o aparelho. O gerente de negócios e músico Magno Oliveira, que trabalha em uma empresa de rastreamento de veículos (Navisat), teve o aparelho roubado, registrou boletim de ocorrência e vai à delegacia para tentar recuperá-lo. “Me disseram que recuperaram 16 aparelhos, vou lá pra ver se o meu está entre eles, meu celular é importante pra mim”, conta. Magno, que estava em companhia de colegas da banda Amor e Vinho - que se apresenta hoje em Irecê, disse que o ladrão os assaltou durante a madrugada. “O cara pegou o meu celular e do meu parceiro Gleiçon. Foi uma situação desconfortabilíssima, outros amigos passaram pelo mesmo ontem, roubaram suas carteiras. Por mais que tenha policiamento, a situação está tensa”, afirma. A cobertura policial, que contou com a participação de efetivo do 7° Batalhão Policial Militar (BPM) e dos Comandos de policiamento da Chapada, Leste e Especializado da PM-BA, além do apoio da Polícia Civil e do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e postos do Conselho Tutelar e Juizado de Menores, se mostra esforçada para prover segurança à população, porém não foi suficiente para evitar a ocorrência de furtos e assaltos no circuito do evento. A estimativa variou entre 50 e 70 mil pessoas, dependendo da fonte consultada, o suficiente para superlotar a Praça Clériston Andrade, palco dos festejos. O músico Luan Gonçalves também sofreu ação violenta durante a festa. “Estava dançando e dois caras me roubaram, meteram a mão em meu bolso e pegaram minha carteira, tinha 80 reais dentro”. Uma operadora de celular em Irecê informou que a procura de pessoas para bloquear números de celular foi grande durante a manhã. “Até o horário do almoço cerca de 30 pessoas vieram aqui pra bloquear chips roubados. Agora (15:20h) já deve estar entre 40 e 50”, conta. O comando da PM em Irecê fez um balanço da operação montada especialmente para o São João: Duas apreensões de armas brancas; uma prisão de foragido da justiça; um flagrante de grupo que furtava celulares; recuperação de um veículo furtado durante a madrugada; além de 25 conduções por situações diversas, como averiguação, ‘vias de fato’ e perturbação da ordem. Da Redação A matéria foi atualizada as 16:45 (inicialmente identificados, a operadora e o funcionário que forneceu a informação sobre pessoas que bloquearam chips pediram para não ser identificados. Em respeito ao pedido, as identificações foram retiradas).