file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Irecê e Região

Clientes reclamam de atendimento bancário no pós-Carnaval

João Gonçalves - 01 de Março de 2017 (atualizado 29/Jun/2017 10h07)

Faltou dinheiro nos caixas eletrônicos, disputa ombro a ombro em filas duplas de acesso a agência e espera de até 4 horas marcaram o retorno dos serviços bancários em Irecê

Atendimento bancário pós carnaval gera filas e confusões nos bancos de Irecê

Da Redação

Como estava previsto, as agências bancárias estiveram lotadas desde às 11:30h da manhã de hoje. Funcionários e clientes com cara de ressaca e disputa pelo acesso bancário.

Na agência local da Caixa Econômica, duas filas, uma externa e outra interna à espera de acesso à área de serviços assistidos da agência. Não havia uma comunicação clara de que fila o cliente tinha de pegar. No momento em que a porta giratória começou a funcionar, por mais que o eficiente serviço de segurança quisesse intervir, foi impossível impedir disputa, co direito a empurrão de ombros e provocações entre clientes.

Com a área dos caixas eletrônicos superlotada, foi possível registrar nervosismo e xingamentos. Clientes enfrentaram filas e encontraram caixas vazios. “Um absurdo, a gente pega uma fila deste tamanho, chega no caixa e não tem dinheiro”, reclamou a comerciária Vanuza Santos, 21 anos.

Outra gritou: “Vê se coloca esta falta de respeito na televisão, nos rádios nas redes sociais. Isso é uma vergonha!”.

Apesar da legislação que prevê 20 minutos de atendimento a qualquer cliente que chegar nas agências bancárias, a verdade é que a mesma nunca foi respeitada, resultando em uma verdadeira afronta aos usuários e especialmente ao Ministério Público e vereadores, fiscal e elaboradores das leis, respectivamente.

Os serviços de acolhimento ao cliente, como fornecimento de água, cafezinho e banheiro são precários e tem cliente que saiu hoje do Banco do Brasil, reclamando que esperou mais de quatro horas para conseguir ser atendida.