CORONAVÍRUS

Cinco pacientes que tiveram coronavírus estão curados no ES, diz governo

Cultura&Realidade - 23 de Março de 2020

file-2020-03-23130832.699005-Design_sem_nome8b05f942-6d20-11ea-8fae-f23c917a2cda.jpg

Ainda segundo a Secretaria, esses cinco pacientes curados constam no levantamento de 26 casos registrados em Espírito Santo - Foto: Ilustração

Cinco pessoas que contraíram a covid-19 já são consideradas curadas em Espírito Santo, segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde capixaba. Um destes pacientes é uma mulher de 37 anos que havia viajado para a Europa por 10 dias, passando pela Itália. As informações são do portal UOL.

Ainda segundo a Secretaria, esses cinco pacientes curados constam no levantamento de 26 casos registrados em Espírito Santo divulgado neste domingo pelo Ministério da Saúde. Dos 21 pacientes ainda infectados, 15 estão em isolamento residencial e seis estão internados — um deles em estado grave, em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Espírito Santo soma 974 casos suspeitos.

Medidas preventivas
Na tentativa de evitar o avanço da doença em Espirito Santo, o governador Renato Casagrande (PSB) pediu a ida do Exército e do Corpo de Bombeiros às ruas. A partir deste domingo, 200 homens estão nas principais vias do estado para evitar a circulação de pessoas.

Uma das principais preocupações do governo são as praias, em que ainda existe acúmulo de pessoas se exercitando nos calçadões e tomando sol nas faixas de areia. Estão proibidas reuniões com mais de 100 pessoas. Para os eventos que atendem a este limite, é requerido que aconteçam em locais que possuam capacidade três vezes maior. Igrejas só podem receber até 50 fiéis para celebrações.

Além disso, os shoppings, museus, boates, cinemas e o comércio — exceto serviços essenciais — estão fechados. Os restaurantes só funcionam até as 16 horas e as aulas na rede estadual e particular de ensino estão suspensas, assim como nas universidades públicas e privadas.

Casagrande vai encaminhar para a Assembleia Legislativa, na próxima semana, pedido para que os deputados estaduais decretem estado de calamidade pública em Espírito Santo. Também na próxima semana, o secretário de saúde Nésio Fernandes espera que sejam confirmados os primeiros casos de contaminação comunitária — o que vai demandar novas medidas sanitárias do governo.


Com conteúdo de O povo