Irecê e Região

Cidade de Irecê inicia discussão para a Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas

Cultura&Realidade - 05 de Abril de 2019 (atualizado 08/Abr/2019 09h30)

file-2019-04-05175142.704720-fe09f293-3bea-4a88-b88c-ffdf752e9fbc9e08d250-57e4-11e9-aca0-f23c917a2cda.jpg

Articular o ingresso de Irecê no programa Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações e Unidas e alinhar caminhos para elaboração e implantação do Plano Municipal de Educação Ambiental, foram os principais objetivos das participações do secretário de Meio Ambiente de Irecê, João Gonçalves e de Marilza "Índia" Pereira, diretora de Educação Ambiental da secretaria de educação de Irecê, no 1º  Simpósio – Agenda 2030, ocorrido em Morro do Chapéu, nesta quinta-feira, 4.

João Gonçalves e Marilza falaram durante o evento, e defenderam que refletir o atual modelo de produção e consumo e planejar as comunidades urbanas e rurais o que se deseja para o futuro, com foco no desenvolvimento sustentável, é inadiável.

Promovido pela secretaria estadual de meio ambiente, em parceria com a prefeitura local, o evento contou com participação do secretário estadual da pasta, João Carlos Oliveira disse às autoridades, representações do setor privado e das organizações sociais, que “para alcançarmos as metas, precisamos do engajamento de todos os parceiros. Vocês estão no caminho certo e serão referência em sustentabilidade", ressaltou o secretário estadual. 

Na oportunidade, Luciana Santa Rita, coordenadora do Programa Água Doce (PAD) da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), apresentou as ações do programa, tecnologia social que já conta com quase 200 sistemas de dessalinização de água salobra instalados no semiárido baiano, contribuindo com o acesso à água de qualidade para o consumo humano.

A programação contou também com a apresentação da linha de base dos indicadores sociais, econômicos e ambientais do município; composição do Conselho do Instituto Tecnológico Geopark Morro do Chapéu; e a discussão com a comunidade do plano de ação e estruturação do PPA municipal em sincronia com as diretrizes dos ODS da ONU.

ODS - Agenda global com 17 indicadores e 169 metas adotadas pela ONU em 2015, ano em que expirou o prazo de cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), a ODS traz novas metas mais abrangentes, que incluem, por exemplo, a erradicação da pobreza, acesso ao saneamento básico e à energia renovável. O prazo limite para o cumprimento é 2030.

Da redação, com informações da ASCOM/Irecê

 

LEIA MAIS: 

Deputado anuncia construção de quadra poliesportiva do CETEP de Irecê

Abastecimento de água na região de Irecê está interrompido, devido a rompimento de adutora

Estudo aponta que fast food mata mais do que cigarro e pressão alta

Campanha de vacinação contra a gripe começa na próxima quarta