file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Geral

Chamas em poços abertos em Utinga perdem intensidade; técnicos continuam monitoramento

Rodrigo de Castro Dias - 22 de Maio de 2017 (atualizado 20/Jun/2017 11h14)

Foto: agência nacional do petróleo monitora à distância poços flamejantes em Utinga (Reprodução/YouTube)

Foto: agência nacional do petróleo monitora à distância poços flamejantes em Utinga (Reprodução/YouTube)

Do Correio

Os dois possíveis poços de gás natural no município de Utinga, na Chapada Diamantina, apresentaram redução das chamas nos últimos dias.

Segundo informações , a atividade dos poços é monitorada à distância pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), utilizando imagens enviadas pelo proprietário do terreno onde estão localizados os poços, conhecido como “Nêgo do Gás”. A existência de uma reserva de gás no local ainda está sendo investigada, mas a ANP considera normal ocorrer a redução, já que os poços não foram perfurados com grande profundidade. A agência ainda não definiu data para avaliar presencialmente os poços.

O gás foi descoberto por uma empresa que estava abrindo poços artesianos na cidade. Diante da animação no município, o prefeito, Joyuson Vieira (PSL), teme que a possibilidade funcione para ocultar a seca, problema grave que vem sendo enfrentado pelo município. “Nada está sendo feito para salvar o Rio Utinga, afluente do Rio Paraguaçu”.