CULTURA

Carnaval de Angical, em Irecê, vira tradição e já influencia a economia local

Cultura&Realidade - 27 de Fevereiro de 2020

file-2020-02-27155112.919420-WhatsApp_Image_2020-02-27_at_15.04.55203d40b2-5992-11ea-a930-f23c917a2cda.jpg

Nas redes sociais, todas as pessoas que participaram e se manifestaram, avaliaram o evento positivamente, prometendo retornar no próximo ano.- Foto: Divulgação

 

Por João Gonçalves

O domingo de Carnaval, dia 23, foi de muita gente bonita e alegria nas vias públicas de Angical. Moradores da comunidade e visitantes participaram do cortejo da folia de Momo, saindo do início da Avenida Jaguaracy (Em frente à Fazenda Souza), passando pelas ruas centrais, com um “Pit Stop” na área de estacionamento do Auto Posto Angicus.


Puxados pela Charanga Rouxinol, os foliões do 4º Carnasouza seguiram em ritmo das clássicas marchinhas dos antigos carnavais, frevos, axé e afoxé, e posteriormente com reforço de som mecânico.


Na hora prevista para o início da folia, foi possível notar jovens, idosos e crianças, de diferentes pontos da comunidade se dirigindo para o ponto de partida. Além dos abadás, comercializados para ajudar nas despesas, o evento contou com muita gente “sem filtro” e muitas pessoas com fantasias das mais distintas. Homens fantasiados de mulheres e muitos personagens do imaginário popular e da literatura, especialmente as crianças.

Veja o vídeo:

 


EXPECTATIVA SUPERADA


“O público superou as nossas expectativas e muita gente mais ao fundo, não conseguiu acompanhar o som da charanga. Carros de som foram improvisados, com variados gêneros musicais carnavalescos, o que quebrou a proposta do evento, mas garantiu a animação. Misturou tudo, entre o clássico e o moderno”, salientou uma das componentes da comissão organizadora, Sandra Fernandes.


O evento que começou como uma brincadeira entre amigos, durante uma festividade carnavalesca privada na Fazenda Souza, quatro anos atrás, já entrou para o calendário cultural da comunidade.
Clique aqui e saiba como surgiu o evento.


BOM PARA OS NEGÓCIOS 


O Carnasouza surge como alternativa para os ireceenses que não viajam no prolongado recesso de Carnaval. Este ano notou-se que a festa cresceu em participação de público e já dá sinais de influência na economia local. 


Foi possível ver vendedores ambulantes de espetinho e bebidas, barraca de lanche foi instalada no circuito, vendedores de adereços carnavalescos já descobriram o evento, costureiras já fizeram customização de abadás e o “Ponto do Mocotó” de dona Irane também recebeu visitantes que consumiram mocotó, buchada e galinha caipira. 


Os bares também tiveram aumentados os seus movimentos. “Em nenhum dia de domingo vendi como neste final de semana”, diz Rodrigo Araújo, dono de um bar na Avenida Jaguaracy e um dos que ajudaram na primeira edição da “Folia de Momo em Angical”, ocorrido em 2017. Rodrigo informou ainda que vendeu todo o estoque e que nunca teve um domingo tão bom para o seu negócio, como este de Carnaval.


O evento contou com suporte de primeiros socorros, disponibilizado pela Prefeitura de Irecê, através da Secretaria de Saúde e a segurança foi feita pela Polícia Militar, com três viaturas.
Para os organizadores do evento, o Carnaval de Angical foi acolhido pela comunidade e pelos visitantes e tende a crescer como alternativa de festividade e turismo rural.


Nas redes sociais, todas as pessoas que participaram e se manifestaram, avaliaram o evento positivamente, prometendo retornar no próximo ano.

Fotografias 2020

 

Da Redação.