JOVEM ESCRITOR C&R

Caíque Reis, estudante de Gestão Pública na Unopar de João Dourado é o autor desta sexta, 8

Cultura&Realidade - 08 de Novembro de 2019

file-2019-11-08172816.556923-CAPA4b8b8a90-0266-11ea-93fc-f23c917a2cda.jpg

Para mais informações sobre o projeto quem pode e como participar, acesse nosas redes sociais: Facebook Instagram

 

Eu acredito!

Cadê o respeito das mulheres?
Que sofrem a todo instante,
Perseguidas, tão aflitas
E o choro é constante!

Respeito ao belo negro
Que nunca parou de lutar
Criticado por ser preto
E resistem em lhe aceitar

Respeito às culturas 
E as suas religiões
Diz que o Estado é democrático
Mas é tão cheio de divisões

Discursos de ódio 
Cheios de heresias
Pessoas rancorosas 
Neste país são tantas hipocrisias

O amor parece não existir mais
Assim como a honestidade
O cordeiro virou lobo
E esbanja civilidade

Há tantas pessoas  
Querendo atenção
Onde lágrimas são derramadas,
E surgem sintomas de depressão

Quem se importa?
Quem se interessa?
Está doendo tanto em mim
E é com esses tipos de pensamentos
Que a vida de muitos chegam ao fim

A corrupção se alastrou
Abalou todas as estruturas
Infestou no executivo, legislativo
Também nas magistraturas

A seca chegou
Onde a mãe se desespera
Que situação vulnerável
Pois sabe que a fome dói, que não espera

A crise apertou 
No país do futebol
O oportunismo reinando
Nem o peixe escapa do anzol

Sobre a criminalidade
Essa sim precisa de extinção
E não se acabará com porte de armas
Mas sim, com educação

Educação de qualidade
Torna um jovem promissor
Que não precisa sair roubando
Pois o futuro está ao seu favor

Tantos preconceitos velados
Você precisa aceitar
Não é obrigado ser igual
Mas necessita respeitar

O mundo dá muitas voltas
Já prestou atenção?
Lembra do pobre da senzala?
Virou nobre, agora é barão!

Graças ao seu empenho
Sem desigualdade e inclusão
Estufa o peito e diz:
Eu venci com determinação

Diante de tantos desafios
Gritos de socorro, não se ouviu
Será que um dia ainda 
Teremos orgulho do Brasil?

A gente se pergunta:
O que vamos fazer?
Nossas esperanças estão se findando
A quem vamos recorrer?
Ou continuaremos afundando..

Nosso povo é gente forte
Brava e destemida
Alguns ainda dormem
Espero não acordar, quando já estiver destruída.

Caíque Reis tem 21 anos, mora em João Dourado Ba, é estudante de Gestão Pública, na Universidade Pitágoras Unopar e apaixonado por política. 

“Escrever é uma das coisas que eu mais gosto de fazer, vocação desde criança, sempre criava poesias, cordéis, histórias e etc.. E ao criar minhas obras, sinto uma paz, tenho um enorme prazer em expor meus pensamentos, citações, críticas. E uma coisa que sempre digo é: Se você gosta de escrever, exponha, é uma prática muito importante, libertadora, onde nossos pensamentos são transformados em versos, rimas e que outras pessoas também possa desfrutar junto com você da nossa imaginação.”

 

JOVEM ESCRITOR C&R

Para mais informações sobre o projeto quem pode e como participar, acesse nosas redes sociais: Facebook Instagram

Da Redação.