BRASIL

Bolsonaro deixa isolamento, participa de ato pró-governo e cumprimenta manifestantes

Cultura&Realidade - 17 de Março de 2020 (atualizado 17/Mar/2020 09h42)

file-2020-03-17093153.774057-bg4894dd3c-684b-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Jair Bolsonaro participou das manifestações que ocorrem em Brasília - Foto: Ilustração

Apesar de ter pedido que seus apoiadores não fossem aos atos do último domingo (15), em razão da crise do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro participou das manifestações que ocorrem em Brasília. Ele deixou o Palácio da Alvorada por volta do meio-dia e seguiu para a Esplanada dos Ministérios, onde um grupo de apoiadores realiza o ato.

Inicialmente, o presidente não desceu do comboio presidencial e, de carro, passou a ser seguido por veículos com simpatizantes. O comboio seguiu em uma espécia de carreata improvisada, no Eixo Monumental de Brasília, rumo ao Estádio Nacional.

Durante o percurso, motoristas, muitos com a bandeira do Brasil em seus veículos, cumprimentam o presidente e buzinam para saudá-lo. Bolsonaro mantém o vidro de seu carro fechado. 

Sem máscara cobrindo o rosto e usando uma camiseta branca da seleção brasileira sobre um colete à prova de balas, Bolsonaro  fez uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook. Em frente ao Palácio do Planalto, Bolsonaro saudou os manifestantes e fez fotos. O presidente aguardou do alto da rampa a chegada das pessoas que percorriam a Esplanada.

— Havendo entendimento entre os chefes dos quatro poderes que temos, o Brasil vai para frente. Quero um dia estar junto com os chefes dos poderes e o povo nos aplaudindo — disse Bolsonaro no início do vídeo.

Grande parte do tempo ficou distante da multidão por aproximadamente um metro, separado por dois gradis, mas pegou celulares das pessoas para as selfies.  Em alguns momentos, Bolsonaro cumprimentou e abraçou-se às pessoas. 

Havia uma faixa contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) no público. O aglomerado de simpatizantes gritava "mito, mito", "eu vim de graça", "fora, Maia" e "ei Bolsonaro, cadê você, eu vim aqui só para te ver". Também pediam o fechamento do Congresso Nacional.

Pela manhã, o presidente compartilhou vídeos de atos pelo Brasil em favor do governo federal e críticos ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Resultado de imagem para COVID 19 NO CAPITÃO

Manifestante exibe cartaz em protesto em Brasília (Foto: Divulgação)

 


Com conteúdo de GZH