file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Economia

Aumento dos combustíveis varia de posto para posto em Irecê, com diferença de até R$ 0,51

25 de Julho de 2017 (atualizado 25/Jul/2017 19h41)

Posto reajusta preço dos combustíveis em Irecê

Foto: aumento nos combustíveis impactou a população de Irecê e região (Ales Alves/C&R)

Redação Cultura&Realidade - Por Rodrigo de Castro Dias*

O aumento repentino no preço dos combustíveis, ocorrido a partir do aumento da incidência do PIS e Cofins para as refinarias na última quinta-feira (20), produziu rápida transformação nas tabelas de preços nos postos em todo o país, que aumentaram em até R$ 0,41 o valor da gasolina na bomba.

Em Irecê e região não foi diferente. Ainda no final de semana, um grande número de moradores procuravam os postos no desejo de abastecer o tanque de seus veículos antes que o aumento fosse repassado para o consumidor final. 

Para muitos, a busca foi em vão. "Fiquei sabendo que o governo divulgou o aumento (da gasolina) na sexta-feira, mas por causa da correria só pude passar na posto no sábado a tarde. Só que aí o preço já tinha subido", lamenta-se Almir, um dos muitos ireceenses que não conseguiram abastecer seus veículos com o valor antigo. 

Em alguns postos, houve fila para aproveitar os últimos momentos antes do reajuste. Alguns consumidores reclamaram da falta de combustível nas bombas em alguns estabelecimentos horas antes do aumento. "Corri pro posto, peguei até fila e quando chegou minha vez o frentista disse que tinha acabado. Complicado, ficou muito caro pra encher o tanque agora", queixa-se Arlete, que estava de passagem pela cidade. Ela mora em Ibipeba e disse que, apesar de tudo, é melhor abastecer em Irecê quando há oportunidade. "Apesar de tudo é melhor abastecer aqui, lá onde moro sempre custa uns 15 centavos mais caro o litro", explica.

Posto em Irecê reajusta combustíveis após aumento nos impostos

Foto: estabelecimentos de Irecê correm para reajustar os preços (Ales Alves/C&R)

Aumento varia de posto para posto - O aumento dos combustíveis em Irecê não foi uniforme. Alguns estabelecimentos repassaram integralmente os R$ 0,41 de aumento estimados pela Petrobras neste caso; outros fizeram reajustes menores.

De acordo com uma pesquisa informal feita pelo Cultura&Realidade na manhã desta terça-feira (25), a gasolina comum está custando entre R$ 3,94 e R$ 4,24 na maioria dos postos; o Etanol está variando entre R$ 2,89 e R$ 3,40; e o Diesel custa agora entre R$ 2,99 e R$ 3,47 (tipo S-10).

A discrepância de valores de posto para posto chega a R$ 0,51 e R$ 0,48 nos casos do Etanol e do Diesel, respectivamente. A gasolina apresenta variação menor: R$ 0,34 separam o menor e maior valor encontrado na pesquisa do C&R. 

Expectativa de suspensão - O reajuste dos combustíveis, algo no qual o presidente Michel Temer acredita que "o povo entenderá", sofreu um revés na Justiça Federal na manhã de hoje. O juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal do DF, suspendeu o aumento de tributos instituido pela União na semana passada. 

A decisão vale para todo o país. Segundo noticiado pela Folha de SP, a AGU (Advocacia Geral da União) informou que irá recorrer da decisão, que possui caráter liminar.

O magistrado cita, entre outras ilegalidades, o não cumprimento da "noventena", prazo de 90 dias entre a edição da norma e sua entrada em vigor.

"Observo que a suspensão dos efeitos do mencionado Decreto tem como consequência o imediato retorno dos preços dos combustíveis, praticados antes da edição da norma", diz o juiz.

Em sua decisão, Borelli afirma ainda que a elevação das contribuições deveria ter sido feita por lei, e não por decreto.

A expectativa é que, caso a decisão da 20ª Vara Federal do DF seja mantida, os postos recuem imediatamente no reajuste dos combustíveis.

Informações adicionais da Folha de SP

*colaboraram Ales Alves, Deuraci Vieira e Tamires de Castro